Expressao imuno-histoquimica da proteina p53 nos carcinomas basocelulares primarios agressvios e nao agressivos

Expressao imuno-histoquimica da proteina p53 nos carcinomas basocelulares primarios agressvios e nao agressivos

Título alternativo P53 protein immunohistochemical expression in primary basal cell carcinoma aggressive and non aggressive
Autor Oliveira, Nalu Iglesias Martins Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O objetivo deste estudo foi analisar a expressao imunohistoquimica da proteina p53 nos carcinomas basocelulares (CBCS) primarios da pele, divididos de acordo com os criterios histopatologicos de agressividade descritos por JACOBS, RIPPEY e ALTINI (l982), que se referem ao padrao de crescimento e tipo de invasao, tamanho e forma dos grupos celulares, palicada, estroma e diferenciacao celular. Foram estudados prospectivamente 79 pacientes (39 do sexo masculino e 40 do feminino) submetidos a procedimento c'=' gico para exerese de 91 CBCS, no periodo de agosto de 1995 a outubro de 1996. O estudo imuno-histoqu'mu'co foi realizado a partir do metodo da biotinaavidina-peroxidase, utilizando-se o anticorpo monoclonal DO-7. Dos 91 CBCS, 66 (72,53 por cento ) foram classificados como agressivos e 25 (27,47 por cento ) como nao agressivos. Com relacao a 107 imunorreatividade, ocorreu coloracao nuclear para a proteina p53 em 54 (SI,82 por cento ) dos 66 CBCs agressivos e em 19 (76 por cento ) dos 25 nao agressivos. Nao houve assim, diferenca estatisticamente significante nestes dois grupos quanto a presenca da proteina p53. Nos pacientes do sexo masculino houve significancia estatistica quanto a positividade do p53 nos CBCs situados em areas expostas a luz solar, quando comparados com os situados em areas nao expostas. Dos 46 CBCs situados em areas expostas a luz solar, 40 (86,96 por cento ) foram positivos para a proteina p53 e 6 (l3,04 por cento ) foram negativos. Apenas 2 lesoes localizadas em area nao exposta a luz solar foram negativas para o p53. No sexo femffiffio nao houve associacao significante. Em relacao ao grau de positividade dos 40 CBCs anunorreativos ao p53 ocorridos em pacientes do sexo masculino, observouse que 28 (70 por cento ) apresentaram positividade acima de 50 por cento (grupo lll) em comparacao com os grupos I (I por cento - 25 por cento ) e 11 (26 por cento - 50 por cento ), sendo estatisticamente significante a diferenca do grupo IH para os grupos I e ll, nao apresentando significancia entre estes. No sexo feminino nao houve diferenca estatisticamente significante. Na analise dos CBCs pela tecnica da imuno-histoquimica, observou-se a ocorrencia de imunorreatividade nuclear ao p53 nos..(truncado)
Palavra-chave Proteína Supressora de Tumor p53
Genes p53
Carcinoma Basocelular
Imuno-Histoquímica
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 155 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 155 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15883

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta