Efeitos das intervencoes hemodinamicas sobre a perfusao esplancnica em pacientes septicos

Efeitos das intervencoes hemodinamicas sobre a perfusao esplancnica em pacientes septicos

Título alternativo Effects of hemodynamic interventions on splanchnic perfusion septic patients
Autor Silva, Eliezer Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar os efeitos hemodinamicos e de perfusao tecidual da reposicao volemica e do uso de drogas vasoativas sobre o territorio esplancnico, em pacientes com diagnostico de sepse grave ou choque septico. Desenho: Estudo prospectivo, randomizado e intervencionista. Local: Unidade de terapia intensiva adulto, medico-cirurgica, com 31 leitos, de um hospital universitario - Hopital Erasme - Universite Libre de Bruxelles. Pacientes: Pacientes com sepse grave ou choque septico, definidos pela Conferencia de Consenso do American College of Chest Physicians/Society of Critical Care Medicine. Medidas: Foram avaliados os principais mercadores de perfusao sistemica e regional (esplancnica) em 41 pacientes septicos. As variaveis hemodinamicas sistemicas foram avaliadas atraves da insercao de um cateter, dirigido por fluxo, na arteria pulmonar (cateter de Swan-Ganz). O fluxo esplancnico foi avaliado atraves da tecnica de depuracao da indocianina verde. Um cateter foi inserido na veia supra-hepatica, possibilitando mais acuracia a esta tecnica, bem como, permitindo avaliar a saturacao venosa de oxigenio loco-regional. O fluxo para mucosa gastrica foi verificado, indiretamente, atraves da mensuracao da PCO2 da mucosa gastrica (tonometria gastrica) e calculando-se o gradiente entre a PCO2 gastrica e a arterial (PCO2-gap). Os pacientes foram divididos de acordo com seus parametros hemodinamicos e uatarnentos recebidos. Alguns foram avaliados durante a ressuscitacao volemica. Os outros foram designados para diferentes grupos de acordo com os parametros hemodinamicos: Grupo I: pacientes com sepse grave foram randomizados para receberem baixas doses de dobutamina ou de dopamina; Grupo ll: pacientes que necessitavam apenas de dopamina para manter a pressao arterial media acima de 65 mm Hg, foram randomizados para receberem noradrenalina (NA) ou adrenalina (ADRE); Grupo IH: pacientes com choque septico, num estagio de importante vasoplegia, necessitando de NA ou de ADRE, para manter este mesmo nivel pressorico, foram randomizados para receberem NA ou ADRE. A primeira droga foi, tambem, randomicamente escolhida. Principais resultados: Durante a fase de ressuscitacao volemica rapida, foram estudados 18 pacientes, e os principais resultados observados foram: aumento significativo do debito cardiaco, da pressao ocluida da arteria pulmonar e da pressao..(Truncado...)
Palavra-chave Sepse
Circulação Esplâncnica
Manometria
Mucosa Gástrica
Catecolaminas
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 119 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 119 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15875

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta