Monitorization of food intake, prevalence of parasitic infection, anaemia and morbidity in malnourished children receiving treatment in the Centre for Recuperation and Nutritional Education (CREN)

Monitorization of food intake, prevalence of parasitic infection, anaemia and morbidity in malnourished children receiving treatment in the Centre for Recuperation and Nutritional Education (CREN)

Autor Unegbu, Hope Chinyelu Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Estudou-se as interacoes entre consumo alimentar, anemia, morbidade, parasitose intestinal e desnutricao energetico-proteica em 22 criancas moradoras em favelas de São Paulo, tratadas no Centro de Recuperacao e Educacao Nutricional (CREN), com 6 meses a 6 anos de idade, durante 12 meses. A recuperacao nutricional foi avaliada pela medida da velocidade de ganho de estatura e peso em escore Z. A maioria das criancas possuia desnutricao intrauterina, uma vez que 86,4 por cento delas apresentou peso ao nascer baixo ou insuficiente. O consumo calorico medio foi 70 por cento do RDA americano e o consumo proteico medio foi 206,4 por cento do mesmo padrao. Em geral, ao velocidade de ganho de estatura para idade foi maior que a velocidade de ganho de peso para idade. As velocidades de estatura e peso para idade nao apresentaram associacao significante entre o consumo de calorias e proteinas. A frequencia de infeccoes respiratorias de vias aereas superiores mostrou-se significantemente associada a velocidade de ganho de peso para idade (P = O,026), mas nao a velocidade de ganho de estatura para idade. Setenta e cinco por cento das criancas infectadas por G. lamblia eram anemicas e todas as criancas infectadas por E coli eram anemicas. Criancas com diarreia, anemia e parasitose ganharam pouco ou nada de peso para idade, assim como as criancas anemicas e com parasitose, durante o periodo de acompanhamento. Mais de 83 por cento das criancas possuiam mais de um tipo de parasita e este fenomeno mostrou-se inversamente associado a velocidade de ganho de peso para idade e esta associacao foi significante para a velocidade de estatura para idade (P = O,025). Nossos achados mostram que o numero de parasitas intestinais e a frequencia de infeccoes respiratorias de vias aereas superiores foram mais importantes para determinar a velocidade de ganho de peso e estatura que consumo alimentar, nas condicoes de tratamento no CREN
Palavra-chave Anemia
Ingestão de Alimentos
Doenças Parasitárias
Morbidade
Desnutrição Proteico-Calórica
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 66 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 66 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15871

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta