Determinacao, quantificacao e identificacao de acaros no couro cabeludo de criancas atopicas e nao-atopicas, anmtes e apos o uso de uma locao capilar de benzoato de benzilaa 25(por cento)

Determinacao, quantificacao e identificacao de acaros no couro cabeludo de criancas atopicas e nao-atopicas, anmtes e apos o uso de uma locao capilar de benzoato de benzilaa 25(por cento)

Título alternativo Determination, quantification and identification of domestic mites in atopic and non-atopic children scalps, before and after use of 25(per cente) benzyl benzoate lotion
Autor Diniz, Cristina Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Para investigar a existencia de acaros domesticos no couro cabeludo, quantificar e identificar as especies de acaros nele presentes, estudamos um grupo de nove criancas atopicas e um grupo de sete criancas nao-atopicas na cidade de São Paulo. Uma vez determinada a presenca de acaros no couro cabeludo, coletamos amostras de aspirado do couro cabeludo antes e apos o uso de uma locao capilar de benzoato de benzlla a 25 por cento , para avaliarmos sua eficacia na reducao do numero de acaros. No mesmo momento, foram coletadas amostras de poeira dos respectivos travesseiros, para avaliarmos uma possivel correlacao entre o numero de acaros D. pteronyssinus no couro cabeludo e os niveis de alergenos de acaros (Der p I - mg/g) nos travesseiros. Dermatophagoides pteronyssinus foi a especie de acaro mais frequentemente encontrada no couro cabeludo. As outras especies encontradas foram o Euroglyphus maynei, a Blomia tropicalis, o Dermatophagoides farinae, o Tyrophagus sp., o Chortoglyphus sp., o Lepidoglyphus sp., o Aleuroglyphus sp., o Cheyletus sp. e o Blatissocius sp. Nao observamos diferencas entre criancas atopicas e nao-atopicas, referentes a numero de acaros no couro cabeludo e niveis de Der p I nos travesseiros. Nao observamos correlacao significante entre o numero de acaros no couro cabeludo e os niveis de Der p I nos travesseiros. Observamos uma queda signlficante no numero de acaros no dia em que foi usado somente xampu neutro, na primeira semana, e no dia em que foi usada a locao capilar de benzoato de benzila a 25 por cento e o xampu neutro, na segunda semana. A porcentagem de queda foi significantemente maior na segunda semana, com o uso da locao capilar de benzoato de benzila a 25 por cento . Encontramos formas jovens de acaros (11,44 por cento ) no couro cabeludo. Estes achados podem sugerir que o couro cabeludo seja um ambiente propicio para a proliferacao acarina (reservatorio), aliado as condicoes ideais de umidade e temperatura, alem de descamacao de pele como fonte de alimento
Palavra-chave HUMANOCRIANCA
Ácaros
Couro Cabeludo
Benzoatos
Administração Tópica
HUMANOCRIANCA
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 171 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 171 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15844

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta