Efeitos terapêuticos da fisioterapia pulmonar e motora em recém-nascidos pré-termo com hemorragia periventricular-intraventricular

Efeitos terapêuticos da fisioterapia pulmonar e motora em recém-nascidos pré-termo com hemorragia periventricular-intraventricular

Título alternativo Effects terapeutical of pulmonary and motor physiotherapic in premature infants with periventricular-intraventricular hemorrhage
Autor Abreu, Luiz Carlos de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Kopelman, Benjamin Israel Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A hemorragia periventricular-intraventricular (HPIV) e uma das complicacoes mais frequentes em recem-nascidos com baixo peso ao nascer e prematuridade, sendo uma das principais causas de morte nesta faixa etaria e principal causa de sequelas motoras, principalmente na sua forma mais avancada. A fisioterapia e uma recurso terapeutica utilizado com a finalidade de estimular precocemente as vias motoras finais (sistema musculo esqueletico), visando diminuir os movimentos bizarros de regiao apendicular do recem-nascido e de manter integras as vias respiratorias, diminuindo a instabilidade hemodinamica e a infeccao nosocomiai, pela reversao de atelectasias e eliminacao das secrecoes. Foram objetivos deste trabalho analisar os efeitos da fisioterapia nos recem-nascidos com HPIV nas seguintes variaveis: Frequencia Cardiaca, Frequencia Respiratoria e Saturacao de Oxigenio; avaliar a frequencia da HPIV em recem-nascidos pre-termo com peso ao nascer < 2.OOOg; identificar, a partir do 4º dia de vida pelo metodo diagnostico da ultra-sonografia transfontanela, a instalacao da HPIV; analisar a relacao entre HPIV e os processos morbidos: Sindrome de Membrana hialinaa, Desconfororto Respiratorio, Hipotermia, Peso ao nascer e Via de parto. Realizou-se o exame ultra-sonografico, a partir do 4º dia de vida, em 70 recem-nascidos, sendo que 32 apresentaram HPIV. Para analise dos resultados foram utilizados testes de analise de variancias e nao parametricos, levando-se em conta a natureza das distribuicoes dos valores ou a variabilidade das medidas efetuadas. A fisioterapia foi realizada de acordo com DOMINGUES (l995) e ABREU (l997), sendo dividida em Pulmonar e Motora e realizadas numa mesma sessao clinica. O uso de Fisioterapia em recem-nascidos com < 2OOOg, apresentou interacao, com significancia estatistica, tanto no grupo com HPIV como no grupo controle. A HPIV foi classificada de acordo com PAPILE et al. (l978). Os fatores morbicos estiveram associados com o aumento da frequencia da HPIV, com significancia estatistica. O comprometimento cerebral da HPIV foi: grau I com quatro casos (l2,50 por cento ); grau II com quatorze casos (43,75 por cento ); grau III com oito casos (25,00 por cento ) e grau IV com seis casos (l 8,75 por cento ). Pareceu-nos que o uso terapeutica de Fisioterapia Pulmonar e Motora associadas, melhoram o quadro de instabilidade hemodinamica do recem-nascido com < 2.OOOg, contribuindo para o tratamento da HPIV e tambem das sequelas motoras a...(au)
Palavra-chave Fisioterapia
Hemorragia cerebral
Prematuro
Fatores de risco
Ultrassonografia
Atividade motora
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 161 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 161 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15823

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta