Análise morfológica comparativa e qualitativa da reação tecidual à colocação do AlloplantTM (aloimplante) em pálpebra e dorso de coelhos

Análise morfológica comparativa e qualitativa da reação tecidual à colocação do AlloplantTM (aloimplante) em pálpebra e dorso de coelhos

Título alternativo Morphological, comparative and qualitative tissue reaction due the implantation of alloplant into the eyelid and subcutaneous of rabits
Autor Bongiovanni, Carmen Silvia Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Scarpi, Marinho Jorge Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O objetivo desse trabalho foi realizar, atraves da histopatoiogia, a analise morfologica qualitativa e semi-quantitativa da reacao tecidual a colocacao do Allopiant TM (Aioimplante) em palpebra e dorso de coelhos. O AllopiantTM (aloimplante), e um homotransplante com caracteristicas muito semelhantes as do tarso. O tecido pode facilmente ser obtido, isto e, e extraido de fascias, tendoes e tecido subcutaneo de cadaveres e preservado em alcool 96 0. E bem incorporado ao hospedeiro, epiteliza-se rapidamente e pode ser utilizado em varios procedimentos cirurgicos, nao se limitando a plastica ocular. Foram estudados vinte e quatro coelhos, divididos em quatro grupos, segundo o tempo pos-operatorio em que foram sacrificados: grupo I (3OºP.O., grupo lI (6OºP.O.), grupo III (9OºP.O.) e grupo IV (l2OºP.O.). O implante foi colocado no terco medio da palpebra inferior, em substituicao a conjuntiva local, em contato direto com a superficie anterior do globo ocular, cornea e conjuntiva bulbar nos 24 coelhos. No dorso, o implante foi colocado no subcutaneo, no segundo mes de cirurgia, nos coelhos do grupo III (90º dia P.O.palpebral e 30ºdia a P.O.dorso) e grupo IV (l2Oº dia P.O.palpebral e 60º dia P.O.dorso). Nas duas localizacoes, os exames anatomopatologicos revelaram reacao inflamatoria mista, proliferativa e exsudativa, com predominancia de linfocitos e macrofagos, presenca de granuiomas de corpo estranho, dissociacao das fibras do implante pelas celulas inflamatorias e presenca de fragmentos do implante no interior dos macrofagos. A reepiteiizacao estava completa no trigesimo pos operatorio na area da cirurgia palpebrai, comprovando-se que o implante favoreceu o crescimento do epiteiio conjuntival (tipo pavimentoso estratificado nao queratinizado), O processo inflamatorio foi mais acentuado nos primeiros meses apos a cirurgia e mais intenso na palpebra do que no dorso mas, com o passar do tempo, observou-se que a inflamacao foi sendo gradualmente substituida pela fibrose, que foi mais marcante no dorso, do que na palpebra, A implantacao tardia no dorso tambem possibilitou a avaliacao da antigenicidade do implante, isto e, se os coelhos teriam sido previamente sensibilizados por ocasiao da cirurgia palpebral. O aspecto microscopico observado na area correspondente ao implante no dorso foi muito semelhante ao da palpebra, sem sinais clinicos de rejeicao, mostrando que provavelmente o AlloplantTM (aloimplante) nao se comporta como uma substancia ...(au)
Palavra-chave Implantes experimentais
Histologia
Pálpebras/cirurgia
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 98 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 98 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15784

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta