Expressao de genes de ativacao imune em biopsias endomiocardicas em transplante cardiaco humano

Expressao de genes de ativacao imune em biopsias endomiocardicas em transplante cardiaco humano

Título alternativo Expression of immune activation genes in endomyocardial biopsies in human heart transplantation
Autor Shulzhenko, Natalia Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O objetivo do presente estudo foi pesquisar associacao entre a expressao intra-enxerto de uma serie de genes de ativacao da resposta imune e a presenca de rejeicao aguda de enxerto de coracao histoiogicamente comprovada. Nos estudamos 46 amostras de biopsias realizadas em 10 receptores, durante os seis primeiros meses pos-transplante. Todas estas biopsias faziam parte da rotina de acompanhamento pos-transplante. A expressao dos genes de P-atina CD3, CD4OL, IFN-Y, IL-8, granzima B e FasL foi avaliada atraves da tecnica de RT-PCR. Vinte e duas biopsias com pelo menos grau lB, de acordo com os criterio da ISHLT, foram consideradas como indicativas de rejeicao. Entre estas, as 9 que apresentavam grau 3B e/ou foram seguidas de tratamento anti-rejeicao foram classificadas como rejeicoes graves. As outras 13, foram consideradas rejeicoes nao graves. Quatorze bopsias com grau zero e realizadas pelo menos com 15 dias de distancia do dia em que foi realizada uma biopsia que mostrou rejeicao foram consideradas sem rejeicao. Dez biopsias com grau zero que nao preencheram as condicoes descritas acima, foram subdivididas em dois grupos: pre-rejeicao (realizadas ate 15 dias antes da rejeicao) e pos-rejeicao (realizadas ate 15 dias apos a rejeicao). Transcritos do gene CD3 foram encontrados em todas as amostras estudadas, indicando a presenca invariavel de celulas T, independentemente de evidencia histologica de rejeicao. A presenca de mRNA referente as outras moleculas associou-se com rejeicao aguda: mRNA de CD4OL esteve presente em 77 por cento das biopsias com e em 36 por cento das biopsias sem rejeicao (P=0.016); mRNA de IFN-Y, em 82 e 21 por cento (P<0,001); IL-8, em 73 e 14 por cento (P<0,001); mRNA de granzima B, em 77 e 29 por cento (P<0.01); mRNA de FasL, em 86 e 43 por cento (P<0.01) das biopsias com e sem rejeicao, respectivamente. Alem disto, a deteccao simultanea de transcritos de CD4OL e IFN-Y foi mais frequente em rejeicoes graves (lOO por cento ) do que em rejeicoes nao graves (46 por cento ) (P=0,05). O valor preditivo para o desenvolvimento de rejeicao foi demonstrado em relacao a deteccao de mRNA de IFN- y and IL-8 (P=0,04 e P=0,08, respectivamente). Nossos resultados indicam que a deteccao intra-enxerto de mRNA quer de moleculas reguladoras da resposta imune, como CD4OL, IFN-Y e IL-8, quer de moleculas efetoras, como granzima B and FasL, esta altamente associada com rejeicao aguda. Considerando o valor preditivo da expressao...(au)
Palavra-chave Transplante de Coração
Rejeição de Enxerto
Biópsia
Citocinas
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 50 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 50 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15766

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta