Análise biométrica e estabelecimento de índices de normalidade para o quarto ventrículo cerebral através de estudo por ressonância magnética

Análise biométrica e estabelecimento de índices de normalidade para o quarto ventrículo cerebral através de estudo por ressonância magnética

Título alternativo Magnetic resonance imaging of the fourth ventricule of the brain- morphometric analysis and determination of normal indexes
Autor Abdala, Nitamar Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lederman, Henrique Manoel Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As alteraacoes da anatomia do quarto ventriculo cerebral (4v) e as sua relacoes com o tronco cerebral e cerebelo no estudo por ressonancia magnetica podem ser indicadores importantes das doencas que envolvem as estruturas da fossa posterior. A analise qualitativa nem sempre e suficiente para detectar variacoes sutis destas estruturas anatomicas. Neste trabalho realizamos medidas lineares dos diametros antero-posteriores da cisterna pre-pontina (CPP), tronco cerebral, 4v, e distancia fastigium-occipital (DFO) na linha mediana, em 201 exames de ressonancia magnetica de pacientes com idade variando de 1 a 71 anos (84 do sexo masculino e 117 do sexo feminino), divididos em cinco grupos, 0-5 anos (n=16), 6-10 anos (n=10), 11-20 anos (n=33), 21-39 anos (n=77) e 40 ou + anos (n=65). As medidas foram realizadas obedecendo a orientacao de uma linha tracada entre a neuro-hipofise e o fastigium. A DFO media encontrada foi de 35,57mm e nao apresentou variacao significante entre os grupo etarios. O diametro medio do tronco cerebral foi de 21,26mm no grupo etario de dos 0-5 anos, apresentando aumento significante para 23,26; 24,29; 25,02 e 26mm, respectivamente para os grupos remanescentes. A media da CPP foi de 7,97mm dos 11-20 anos, significantemente maior que dos 0-5 anos (6,09mm) e dos 40 ou + anos (6,38mm), mas sem diferenca significante com os demais grupos, 6-10 anos (7,61mm) e 21-39 anos (6,75mm). O diametro medio do 4v dos 0-5 anos foi de 9,85mm, significantemente menor do que dos 6-10 anos (11,67) e 11-20 anos (11.34mm), sem diferenca significante em relacao aos grupos de 21-39 anos (10,31mm) e de 40 ou + anos (10,55mm). Nao houve variacoes significantes das medidas e dos indices com relacao ao sexo. O indices entre a CPP e o tronco cerebral, entre o 4v e o tronco cerebral e entre o 4v e a DFO foram 0,28; 0,43; e 0,30 respectivamente, variando muito pouco entre os grupos etarios. Destas relacoes apenas o indice entre o 4v e o tronco cerebral e entre o 4v e a DFO apresentaram correlacao significante. Esta tecnica de medida e simples, reprodutivel e fornece informacao objetiva, valiosa para o diagnostico de alteracoes encefalicas da fossa posterior
Palavra-chave Ventrículos cerebrais
Fossa craniana posterior
Imagem por ressonância magnética
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 82 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 82 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15734

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta