Memoria, epilepsia e lobectomia temporal: um estudo neuropsicologico

Show simple item record

dc.contributor.author Portuguez, Mirna Wetters [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T22:59:45Z
dc.date.available 2015-12-06T22:59:45Z
dc.date.issued 1998
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.]: 1998. 89 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15726
dc.description.abstract Pacientes com epilepsia refrataria do lobo temporal e submetidos a lobectomia temporal anterior (LTA) apresentam riscos para perda de funcoes de memoria. O teste do Amobarbital Sodico (TAS) e realizado na investigacao pre-operatoria para avaliar a reserva funcional (RF) de memoria nas estruturas corticais contralateral do hemisferio anestesiado e tambem para determinar a capacidade funcional (CF) de memoria do lombo temporal cirirgico. E considerado importante a reserva de memoria para manter essas funcoes apos a cirurgia. Entretanto, apesar das estruturas contralateral ao lobo temporal ressecado, usualmente demonstrarem adequada RF para as funcoes de memoria, de acordo com a avaliacao feita pelo TAS, a maioria dos pacientes apresentam declinio no desempenho de memoria quando testado no periodo pos-cirurgico. Nosso objetivo nesse trabalho foi verificar as perdas nas funcoes de memoria pos-cirurgicas e sua relacao com a RF e CF de memoria do lobo temporal, assim como determinar nas variaveis que se relacionam com estas perdas. Foram estudados 31 pacientes com epilepsia refrataria ao tratamenmto medicamentoso submetidos a LTA, sendo 14 a direita e 17 a esquerda. Todos os pacientes tinham dominancia hemidferica esquerda para a linguagem. A avaliacao constiu na realizacao do TAS bilateral e na aplicacao de testes neuropsicologicos (WMS-R, RAVLT e RVDLT) para exame das funcoes de memoria nos periodos pre e pos-cirurgicos. Foi observada uma correlacao linear, inversa, entre os escores do desempenho de memoria pre-cirurgico e a variacao nos escores (pos menos pre-cirurgico) nos testes que avaliam as funcoes de memoria, ou seja, quanto melhor o desempenho pre-cirurgico nas funcoes de memoria, maior a perda pos-cirurgica. Foi analisada a relacao entre algumas variaveis demograficas e clinicas, tais como: idade de inicio das crises, tempo de crises, lateralizacao das crises, presenca de esclerose hipocampal (EH), controle das crises no periodo pos-cirurgico, hemisferio operado (direito ou esquerdo), CF do lobo temporal ressecado e RF do lobo temporal contralateral a cirurgia, assim como. QI, nivel educacional e qualidade de vida, e tentamos correlacionar com deficit de memoria pos-cirurgico. Apos analise estatistica, constatou-se que o deficit de memoria verbal apos a cirurgoa foi influenciado significativamente por duas dessas variaveis: a) presenca do CF no lobo temporal a ser ressecado e b) comprometimento no hemisferio esquerdo...(au) pt
dc.format.extent 89 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Memória pt
dc.subject Epilepsia do Lobo Temporal/cirurgia pt
dc.title Memoria, epilepsia e lobectomia temporal: um estudo neuropsicologico pt
dc.title.alternative Memory, epilepsy and temporal lobectomy: neuropsychological study en
dc.type Tese de doutorado
dc.identifier.file epm-015389.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account