Memoria, epilepsia e lobectomia temporal: um estudo neuropsicologico

Memoria, epilepsia e lobectomia temporal: um estudo neuropsicologico

Título alternativo Memory, epilepsy and temporal lobectomy: neuropsychological study
Autor Portuguez, Mirna Wetters Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Pacientes com epilepsia refrataria do lobo temporal e submetidos a lobectomia temporal anterior (LTA) apresentam riscos para perda de funcoes de memoria. O teste do Amobarbital Sodico (TAS) e realizado na investigacao pre-operatoria para avaliar a reserva funcional (RF) de memoria nas estruturas corticais contralateral do hemisferio anestesiado e tambem para determinar a capacidade funcional (CF) de memoria do lombo temporal cirirgico. E considerado importante a reserva de memoria para manter essas funcoes apos a cirurgia. Entretanto, apesar das estruturas contralateral ao lobo temporal ressecado, usualmente demonstrarem adequada RF para as funcoes de memoria, de acordo com a avaliacao feita pelo TAS, a maioria dos pacientes apresentam declinio no desempenho de memoria quando testado no periodo pos-cirurgico. Nosso objetivo nesse trabalho foi verificar as perdas nas funcoes de memoria pos-cirurgicas e sua relacao com a RF e CF de memoria do lobo temporal, assim como determinar nas variaveis que se relacionam com estas perdas. Foram estudados 31 pacientes com epilepsia refrataria ao tratamenmto medicamentoso submetidos a LTA, sendo 14 a direita e 17 a esquerda. Todos os pacientes tinham dominancia hemidferica esquerda para a linguagem. A avaliacao constiu na realizacao do TAS bilateral e na aplicacao de testes neuropsicologicos (WMS-R, RAVLT e RVDLT) para exame das funcoes de memoria nos periodos pre e pos-cirurgicos. Foi observada uma correlacao linear, inversa, entre os escores do desempenho de memoria pre-cirurgico e a variacao nos escores (pos menos pre-cirurgico) nos testes que avaliam as funcoes de memoria, ou seja, quanto melhor o desempenho pre-cirurgico nas funcoes de memoria, maior a perda pos-cirurgica. Foi analisada a relacao entre algumas variaveis demograficas e clinicas, tais como: idade de inicio das crises, tempo de crises, lateralizacao das crises, presenca de esclerose hipocampal (EH), controle das crises no periodo pos-cirurgico, hemisferio operado (direito ou esquerdo), CF do lobo temporal ressecado e RF do lobo temporal contralateral a cirurgia, assim como. QI, nivel educacional e qualidade de vida, e tentamos correlacionar com deficit de memoria pos-cirurgico. Apos analise estatistica, constatou-se que o deficit de memoria verbal apos a cirurgoa foi influenciado significativamente por duas dessas variaveis: a) presenca do CF no lobo temporal a ser ressecado e b) comprometimento no hemisferio esquerdo...(au)
Palavra-chave Memória
Epilepsia do Lobo Temporal/cirurgia
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.]: 1998. 89 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 89 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15726

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta