Prognóstico de pacientes com insuficiência renal aguda

Prognóstico de pacientes com insuficiência renal aguda

Título alternativo Prognostic of patients with acute kidney failure
Autor Batista, Paulo Benigno Pena Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Santos, Oscar Fernando Pavão dos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Muitos autores sugerem`que Indice Prognosticos genericos parecem nao ser adequados em pacientes com IRA. Este estudo objetivou avaliar alguns Indices Prognosticos em pacientes criticos com IRA em nosso meio. Foram avaliados pacientes internados em uma UTI geral que desenvolveram IRA configurada por aumento agudo e reversivel de creatinina serica acima de 1,3 mg/dL. Todos tiveram mensurado 0 ISS-ATN (Escore Individual de Gravidade - Necrose Tubulat Aguda), o Escore e o Risco APACHE II, o LIS e o Numero de InsufiCiências Organicas (NOF). O principal desfecho estudado foi a mortalidade em UTI. Foi utilizado para avaliar a discriminacao, a analise de area sob a curva ROC, sendo usado o Teste do Qui-quadrado para Adequacao do Ajuste para estudar a calibracao. Na avaliacao da calibracao, considerou-se adequada uma mortalidade observada que nao fosse significantemente diferente da mortalidade predita. Foram incluidos setenta e seis pacientes que apresentavam 2,86n1,34 falencias organicas. A maior creatinina serica da admissao foi em media 3,1n1,7 mg/dL; a menor foi 0,94n0,44 mg/dL, e a diferenca entre a maior e a menor creatinina encontrada foi de 2,23n1,63 mg/dL, com uma variacao percentual de 291n266(por cento). Em todos os pacientes a variacao foi maior que 0,4 mg/dL. A area sob a curva ROC variou de 0,69 para o LIS, 0,73 para o ISS-ATN, 0,78 e 0,76 respectivamente para o APACHE II risco e escore, 0,75 para o ISS-ATN retrospectivo e 0,88 para o Numero de Falencias Organicas (p<0,000032). O Teste do Qui-quadrado para Adequacao de Ajuste, que avaliou a mortalidade esperada e observada nos pacientes estratificados em quartis do ISS-ATN prospectiva e retrospectivamente obtidos, mostrou que a mortalidade observada nao era diferente de mortalidade esperada (P=0,3699 respectivamente). Quando se avaliou o Risco APACHE II, foram demonstradas diferencas significantes elas. Os indices prognosticos estudados prospectivamente nos pacientes com IRA em fase clinica inicial tiveram uma calibracao semelhante. A calibracao do Risco APACHE II nao foi adequada, enquanto a calibracao do ISS-ATN foi considerada boa quando o referido escore foi coletado quer prospectiva quer retrospectivamente. Estes resultados da uma coorte de fase clinica inicial de pacientes com IRA sao concordantes com dados de trabalho retrospectivo em pacientes com IRA em dialise (DOUMA et al., 1997)
Palavra-chave Lesão renal aguda
Prognóstico
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 162 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 162 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15709

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta