Correlacoes clinicas, morfologicas e hemodinamicas locais das anomalias vasculares congenitas perifericas: estudo prospectivo

Correlacoes clinicas, morfologicas e hemodinamicas locais das anomalias vasculares congenitas perifericas: estudo prospectivo

Título alternativo Local clinical, morphological and hemodynamic correlations of congenital vascular anomalies: prospective study
Autor Tau, Ana Paula Bagdadi Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As anomalias vasculares congenitas perifericas sao controversas em diversos aspectos: etiopatogrnia, fisiopatologia, classificacao, definicao, nomenclatura, entre outros. Tudo decorrente da variedade de formas clinicas e da analogia entre tumores vasculares benignos e malformacoes vasculares, diferenca recentemente comprovada, atraves da observacao de cultura de biopsias in vitro. A relativa escassez da doenca na clinica diaria, juntamente com uma literatura de linguagem diversificada, prejudicam a visao generalizada do assunto. A deficienci na padronizacao da investigacao clinica e diagnostica distanciam medicos e doentes. Nosso estudo, prospectivo e descritivo, buscou contribuir neste sentido atraves da observacao clinica, morfologica e hemodinamica local, em 76 pacientes portadores desta doenca, com acentuao comprometimento funcional ou estetico. A anamnese e o exame fisico, definiram dois grupos facilmente classificados: as anomalias arteriovenosas, em 06 pacientes com varizes pulsateis, fremito e sopro continuo (grandes fistulas arteriovenosas); e as anomalias venosas, os 70 pacientes restantes, cujas formas sao clinicamente indistintas (formas puramente venosas, venolinfaticas e com pequenas fistulas arteriovenosas). Utilizamos metodos diagnosticos por imagem, que demonstram caracteristicas estruturais e hemodinamicas, como o ecodoppler colorido, a linfocintilografia, a arteriografia e a flebografia, em pacientes desta casuistica. Os achados foram relacionados com os grupos definidos clinicamente. O estudo clinico mostrou proporcoes semelhantes entre os sexos, e predominio na raca branca. Os pacientes eram de idades variadas, com predominio de adolescentes e criancas, trazidos pelos pais. Houve indicios de hereditariedade, e as localizacoes mais frequentes foram na cabeca e pescoco, seguida dos membros inferiores e superiores, nesta ordem. Com o estudo ultrassonografico, encontramos um padrao hemodinamico arteriovenoso em 05 pacientes com anomalias arteriovenosas. Em 66 pacientes com anomalias venosas, encontramos 48 pacientes com padrao arteriovenoso de menor intensidade, ou apenas hiperfluxo venoso (grupo de alto fluxo). Dezoito pacientes nao apresentaram anormalidades, ou somente fluxo lento na lesao (grupo de baixo fluxo). O estudo linfocintilografico mostrou alteracoes no comportamento do radiofarmaco, na maioria dos 24 pacientes que realizaram o exame, podendo...(au)
Palavra-chave Malformações Arteriovenosas
Hemangioma
Ultrassonografia Doppler em Cores
Angiografia
Cintilografia
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 107 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 107 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15680

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta