Complicacoes pulmonares e mortalidade no pos-operatorio de pacientes portadores de doenca pulmonar obstrutiva cronica leve e moderada submetidos a cirurgia geral eletiva

Complicacoes pulmonares e mortalidade no pos-operatorio de pacientes portadores de doenca pulmonar obstrutiva cronica leve e moderada submetidos a cirurgia geral eletiva

Autor Medeiros, Renato de Albuquerque Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo OBJETIVO: Verificar a incidencia de complicacoes pulmonares e mortalidade no pos-operatorio de pacientes portadores de doenca pulmonar obstrutiva cronica de grau leve e moderado submetidos a cirurgia geral eletiva. Correlacionar a incidencia destas complicacoes e mortalidade com o sexo e idade dos pacientes, tipo de anestesia e cirurgia realizadas, tempo cirurgico, presenca de sintomas respiratorios no periodo pre-operatorio, tabagismo e sua intensidade, presenca de outras doencas clinicas, estado nutricional, exame pulmonar alterado, eletrocardiograma anormal, valores da PaO2, PaCO2, valores percentuais do previsto do VEF1 e da relacao VEF1/CVF. TIPO DE ESTUDO: Estudo controlado e prospectivo. DURACAO DO ESTUDO: 22 meses. MATERIAL E METODOS: Foram avaliados 59 pacientes com doenca pulmonar obstrutiva cronica de grau leve e moderado, submetidos a cirurgia geral eletiva, em hospital universitario de nivel terciario, sendo acompanhados nos periodos pre e pos-operatorios, ate alta hospitalar ou obito dos mesmos. RESULTADOS: Dos 59 pacientes incluidos, vinte apresentaram complicacoes pulmonares pos-operatorias, totalizando 35 complicacoes. A incidencia das complicacoes pulmonares pos-operatorias foi de 33,9%, e a incidencia da mortalidade de causa pulmonar foi de 3,4%. As complicacoes mais frequentes foram a pneumonia (37,2%), seguida do broncoespasmo (22,9%), atelectasia com repercussao clinica/gasometrica (11,4%), insufiCiência respiratoria aguda (11,4%), ventilacao mecanica prolongada (11,4%) e infeccao bronquica (5,7%). Das diversas variaveis analisadas, comportaram-se como fatores de risco para o desenvolvimento de complicacoes pulmonares pos-operatorias (p < 0,05), o sexo masculino, tempo cirurgico elevado, relacao VEF1/CVF diminuida, e incisao cirurgica em torax ou regiao abdominal superior. Nao houve diferenca estatisticamente significante entre o grupo com complicacoes pulmonares e o sem complicacoes quando analisamos as variaveis idade, presenca de sintomas respiratorios, doenca clinica associada, exame pulmonar anormal, indice de massa corporal, tabagismo e intensidade do mesmo, eletrocardiograma anormal, valores da PaO2, PaCO2 e VEF1 e tempo de internacao pre-operatoria. Como consequencia, os pacientes com complicacoes pulmonares pos-operatorias permaneceram mais tempo internados e em unidades de terapia intensiva do que os pacientes que nao tiveram complicacoes (p < 0,05). CONCLUSOES: A incidencia de complicacoes pulmonares pos-operatorias foi de 33,9%, e a mortalidade foi de 3,4%. Na populacao estudada, concluimos que, dos fatores analisados, foram considerados de risco para tais complicacoes o sexo masculino, intensidade do tabagismo, tempo cirurgico acima de 210 minutos, relacao VEF1/CVF diminuida (71,9±10,9%) e e incisao cirurgica em torax ou regiao abdominal alta. Nao houve nenhum fator de risco que prognosticasse a mortalidade no grupo estudado
Palavra-chave Complicações Pós-Operatórias
Mortalidade
Pneumopatias Obstrutivas
Fatores de Risco
Idioma Português
Data de publicação 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 86 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 86 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15651

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta