Tradução, validade e confiabilidade de um inventário de avaliação de relações objetais (Borrti-Forma O)

Tradução, validade e confiabilidade de um inventário de avaliação de relações objetais (Borrti-Forma O)

Título alternativo Translating, value and reability of an object attachment inventory evaluation (Borrti-Forma O)
Autor Bruscato, Wilze Laura Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Iacoponi, Eduardo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Relaçäo objetal, por envolver a capacidade dos indivíduos para os relacionamentos humanos, e ser vista como uma funçäo egóica central para a vida psicológica saudável, tem sido um conceito fértil e popular para teóricos e clínicos näo só da Psicanálise mas tambéem da Psiquiatria. A inevitável busca dos objetos, despertando necessidades, temores, frustaçöes, ansiedade e angústias, se constitui numa questäo importante para a psicopatologia porque diz respeito a um problema real da vida cotidiana. Sendo relaçäo de objeto uma das funçöes do ego e tendo, portanto, o objetivo de preservá-lo na medida em que faz a mediaçäo entre os processos internos e as demandas da realidade, podemos presumir que várias condiçöes patológicas sejam o resultado de déficits nesta funçäo egóica. O reconhecimento crescente do valor diagnóstico das qualidades do repertório de relaçöes de objeto do paciente tem levado os pesquisadores a tentativas empíricas de avaliar os problemas desenvolvimentais através de medidas de relaçöes objetais. Isto abriu inúmeras possibilidades para a elaboraçäo e aplicaçäo de instrumentos de avaliaçäo da conduta manifesta do indivíduo e de seus padröes de relacionamento impessoal. A investigaçäo de relaçöes de objeto através destes instrumentos pode contribuir näo só para o esclarecimento dos fatores que predispöem ao transtorno. Ela também possibilita o desenvolvimento de intervençöes psicoterapêuticas adequadas e levanta aspectos a serem considerados no planejamento de um trabalho. O BORRTI - Forma O (Bell Object Relations and Reality Testing Inventory; Bell, 1995) é um instrumento de auto-avaliaçäo desta funçäo egóica de relaçöes objetais. O presente estudo constiu na sua traduçäo para o português e na obtençäo dos índices de validade de construto e de confiabilidade. A traduçäo foi realizada segundo a técnica da retro-traduçäo e outras recomendaçöes prescritas na busca de uma equivalência semântica, conceitual e experimental. Para o estudo de validade de construto foi utilizada uma análise fatorial exploratória, que produziu 4 subescalas interpretadas como dimensöes subjacentes de relaçöes objetais: Alienaçäo, Vinculaçäo, Insegura, Egocentrismo e Incapacidade Social. Estes fatores reproduziram a estrutura fatorial do estudo original, com altos índices de correlaçäo. O estudo de confiabilidade produziu bons índices na consistência interna, split-half e teste-reteste. Os resultados obtidos neste estudo foram ...(au).
Palavra-chave Apego ao objeto
Psicanálise
Traduções
Análise fatorial
Idioma Português
Data de publicação 1998
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1998. 197 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 197 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15595

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta