Adaptação, reprodutibilidade e validação do Osteoporosis Assessment Questionnaire na avaliação da qualidade de vida de pacientes com fraturas por osteoporose

Show simple item record

dc.contributor.advisor Szejnfeld, Vera Lúcia [UNIFESP]
dc.contributor.author Cantarelli, Fernanda Bernardini [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T22:59:29Z
dc.date.available 2015-12-06T22:59:29Z
dc.date.issued 1997
dc.identifier.citation CANTARELLI, Fernanda Bernardini. Adaptação, reprodutibilidade e validação do “Osteoporosis Assessment Questionnaire” na avaliação da qualidade de vida de pacientes com fraturas por osteoporose. 1997. 98 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 1997.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15498
dc.description.abstract As fraturas sao as mais importantes consequencias da osteoporose que afetam a qualidade de vida do paciente. A proposta deste estudo foi avaliar a possibilidade de adaptacao cultural, reprodutibilidade e validacao do oOsteoporosis Assessment Questionnaireo (OPAQ), instrumento que avalia a qualidade de vida de pacientes com fraturas por osteoporose. O OPAQ foi traduzido do ingles para o portugues, retraduzido para o ingles e realizada a sua adaptacao cultural de acordo com os criterios internacionais recomendados. A reprodutibilidade foi avaliada atraves de sua aplicacao a 30 pacientes com fraturas associadas a osteoporose por dois entrevistadores no mesmo dia, e apos uma semana por apenas um entrevistador (autor da pesquisa). Para validacao do OPAQ foram tambem realizados o oHealth Assessment Questionnaireo (HAQ ), o oFibromyalgia Impact Questionnaireo (FIQ) e a escala visual analogica de dor (VAS) na terceira e quarta entrevistas. A densidade ossea da coluna lombar (L2-L4) e o numero de fraturas foram estudados em todos os pacientes. Na fase de adaptacao cultural, duas questoes foram modificadas. O tempo medio de administracao do questionario foi de 35 minutos. Os mais altos escores encontrados foram o medo de cair (6,70), atividades sociais (5,53), dor nas costas (5,17), inclinacao (4,80), dor nas costas atribuida a osteoporose (4,45), independencia (4,66) e imagem corporal (4,43). A reprodutibilidade intra (0,40 < r < 0,87) e interobservadores (0,48 < r < 0,82) foi estatisticamente significante, assim como, as correlacoes entre OPAQ e HAQ e OPAQ e FIQ. A dor nas costas relacionada a osteoporose apresentou o mais alto coeficiente de correlacao com a VAS (r = 0,83). O OPAQ e um instrumento reprodutivel e valido para a avaliacao da qualidade de vida em pacientes com fraturas por osteoporose. Nao ha correlacao entre os componentes do OPAQ e a densidade ossea de coluna e o numero de fraturas pt
dc.format.extent 98 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso aberto
dc.subject Osteoporose pt
dc.subject Qualidade de Vida pt
dc.subject Questionários pt
dc.title Adaptação, reprodutibilidade e validação do Osteoporosis Assessment Questionnaire na avaliação da qualidade de vida de pacientes com fraturas por osteoporose pt
dc.type Dissertação de mestrado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.identifier.file Tese-3264a.pdf
dc.identifier.file Tese-3264b.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt
unifesp.graduateProgram Ciências da Saúde Aplicadas à Reumatologia – São Paulo



File

Name: Tese-3264a.pdf
Size: 633.9Kb
Format: PDF
Description:
Open file
Name: Tese-3264b.pdf
Size: 2.214Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account