O valor da ressonância magnética na detecção de nódulos hepáticos utilizando-se diversas técnicas ponderadas em T2: existe consenso?

O valor da ressonância magnética na detecção de nódulos hepáticos utilizando-se diversas técnicas ponderadas em T2: existe consenso?

Título alternativo The value of magnetic resonance imaging for the detection of focal liver lesions using different T-2 weighted techniques: is there a consensus?
Autor Palácio, Glaucia Andrade e Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Abbehusen, Cristiane Lima Autor UNIFESP Google Scholar
Tiferes, Dario Ariel Autor UNIFESP Google Scholar
D'Ippolito, Giuseppe Autor UNIFESP Google Scholar
Szejnfeld, Jacob Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Since the early 1980's several magnetic resonance imaging pulse sequences have been developed in order to determine the optimum imaging technique for the detection and characterization of hepatic lesions. T2-weighted images play an important role in the evaluation of the liver and present equal or greater sensitivity than enhanced computed tomography for the detection of liver lesions. New techniques for obtaining T-2 weighted images have been developed in the attempt to optimize the method. These techniques have improved the image quality by shortening examination time, reducing motion artifacts, and improving contrast-to-noise ratio. The effectiveness of the different techniques (fat suppression, breath-hold, respiratory-triggered and phased-array coils) has been tested in many comparative studies, although the results are controversial. In this article we review the literature and discuss the several T2-weighted image techniques, particularly with regard to sensitivity to detect focal liver lesions.

Desde o início da década de 80 a ressonância magnética vem sendo utilizada para o estudo do abdome e principalmente na detecção de nódulos hepáticos. As imagens ponderadas em T2 são as que trouxeram maior benefício quando comparadas à tomografia computadorizada com contraste. Inúmeras técnicas e seqüências de ressonância magnética ponderadas em T2 surgiram desde então, na tentativa de aumentar a eficácia diagnóstica, com menores tempos de exame. Neste sentido, foram publicados inúmeros trabalhos demonstrando a utilidade de seqüências rápidas e ultra-rápidas, com e sem supressão de gordura, em apnéia, com sincronizador respiratório e com bobinas de sinergia, entre outros avanços tecnológicos. No entanto, não há um consenso sobre qual a técnica mais apropriada e sensível para a detecção de lesões hepáticas focais. Neste artigo fazemos uma revisão bibliográfica e análise crítica das diversas técnicas de imagens ponderadas em T2, no que diz respeito às suas sensibilidades na detecção de nódulos hepáticos.
Palavra-chave Magnetic resonance imaging
Pulse sequences
Liver tumors
Liver
Ressonância magnética
Seqüências de pulso
Tumores hepáticos
Fígado
Idioma Português
Data de publicação 2002-11-01
Publicado em Radiologia Brasileira. Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, v. 35, n. 6, p. 329-334, 2002.
ISSN 0100-3984 (Sherpa/Romeo)
Publicador Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Extensão 329-334
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-39842002000600004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-39842002000600004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1547

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-39842002000600004.pdf
Tamanho: 484.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta