O exame de escarro como um instrumento nao invasivo para medir diretamente a inflamacao das vias aereas

O exame de escarro como um instrumento nao invasivo para medir diretamente a inflamacao das vias aereas

Autor Pizzichini, Emilio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Acredita-se que a inflamacao das vias aereas e a causa da asma e de outras doencas das vias aereas. Recentemente, foi desenvolvido um metodo relativamente nao invasivo para medir, objetivamente, a inflamacao das vias aereas. O uso do escarro induzido pela inalacao de um aerossol de solucao salina hipertonica tem possibilitado a quantificacao e caracterizacao do processo inflamatorio na asma. Central ao uso do exame do escarro, como um instrumento para medir indices da inflamacao das vias aereas, e o desenvolvimento de um metodo de processamento que permita a obtencao de resultados reprodutiveis e acurados. Nos, portanto, realizamos tres estudos para determinar se o metodo de processamento do escarro separado da saliva, para obter indices da inflamacao das vias aereas, e confiavel, valido e exequivel. Num primeiro estudo, para determinar o grau com que a contaminacao salivar e minimizada e, se os resultados obtidos sao representativos das secrecoes das vias aereas, nos comparamos o perfil celular e a concentracao de ECP no escarro selecionado do expectorado com a porcao residual, usualmente descartada. Num segundo estudo, investigamos a reprodutibilidade e validade das contagens celulares e das medidas na fase fluida do escarro. A reprodutibilidade foi examinada pela selecao de individuos estaveis e pela comparacao das medidas em 2 amostras de escarro induzido, obtidas dentro de um periodo de 6 dias. A validade foi examinada pela comparacao das medidas em individuos saudaveis, asmaticos e fumantes com bronquite nao obstrutiva e pelo exame das correlacoes entre os diferentes marcadores no escarro e entre estes e os parametros clinicos. Finalmente, determinamos a exequibilidade dos marcadores de inflamacao eosinofilica das vias aereas no escarro induzido atraves da comparacao da acuracia destes a dos mesmos marcadores medidos no sangue periferico. O exame do escarro e do sangue foram realizadas sem conhecimento dos aos detalhes clinicos. A selecao de todas as porcoes celulares do escarro, livres de contaminacao salivar, resultou em uma amostra mais representativa das secrecoes das vias aereas inferiores com quantidades minimas de celulas escamosas, ocitospinso de melhor qualidade e niveis mais elevados de ECP do que a porcao residual. No segundo estudo, o exame do escarro separado da saliva forneceu resultados reprodutiveis na contagem diferencial de eosinofilos, neutrofilos, macrofagos e celulas metacromaticas e dos marcadores da inflamacao na fase fluida. A comparacao dos indices inflamatorios entre individuos com diversas condicoes tambem resultou em diferencas importantes. Os asmaticos tiveram proporcoes aumentadas de eosinofilos, neutrofilos e de celulas metacromaticas quando comparados aos individuos sadios e bronquiticos, assim como maiores concentracoes de ECP, MBP, EDN, albumina, triptase e IL-5. A validade foi demonstrada atraves de diferencas significantes entre asmaticos sintomaticos e assintomaticos e atraves de fortes correlacoes entre os indices medidos e a intensidade da obstrucao das vias aereas e de hiperresponsividade a metacolina e de correlacoes entre celulas e os marcadores correspondentes na fase fluida. Os resultados do terceiro estudo demonstram que o exame do escarro induzido para a proporcao de eosinofilos discrimina melhor os asmaticos do grupo controle do que os eosinofilos no sangue periferico ou ECP serica. Em conclusao, estes resultados demonstram claramente que o exame do escarro induzido, separado da saliva, e um instrumento confiavel e valido para a medida da inflamacao das vias aereas e pode ser usado para aumentar o nosso entendimento sobre fisiopatologia e patogenese das asma e de outras doencas das vias aereas
Palavra-chave Escarro
Inflamação
Asma
Idioma Português
Data de publicação 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 83 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 83 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15343

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta