Efeito da frequencia a creche nas condicoes de Saúde e nutricao de pre-escolares residentes em favelas da periferia de São Paulo, 1996

Efeito da frequencia a creche nas condicoes de Saúde e nutricao de pre-escolares residentes em favelas da periferia de São Paulo, 1996

Autor Souza, Patricia Colombo de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Com o proposito de avaliar o efeito da frequencia a uma creche na Saúde e nutricao de pre-escolares residentes em favelas, estudaram-se, de marco a novembro de 1996, 145 criancas de 4,9 a 54,7 meses de idade, sendo 92 do sexo masculino e 53 do feminino que frequentaram a creche Padre Juan Carlos Castro Guardiola, situada na periferia de São Paulo, por pelo menos 9 meses . Estudo prospectivo, do tipo antes e depois, tendo como variaveis dependentes a variacao de indicadores antropometricos e os niveis de hemoglobina. A partir do peso, estatura, sexo e idade, calcularam-se os indices Peso/Idade, Estatura/Idade e Peso/Estatura em relacao aos padroes da NCHS/OMS. Visando permitir comparacoes com outros estudos, os perfis nutricionais das criancas estudadas foram apresentados segundo criterios tradicionais das condicoes nutricionais (Gomez, Waterlow e Sociedade Brasileira de Pediatria). Para fins analiticos, a distribuicao das diferencas do escore Z foi analisada segundo o indice Peso/Idade em relacao a: peso ao nascer, sexo, faixa etaria e tempo de frequencia a creche. As mudancas de hemoglobina foram tambem analisadas em relacao as mesmas variaveis dependentes. Para analise das associacoes foram utilizados os testes do Qui-quadrado e Wilcoxon para observacoes independentes e dependentes respectivamente. Os resultados apresentados mostraram que ocorreram melhorias no estado nutricional e anemia, principalmente nas criancas com mais tempo de frequencia a creche. Nao houve diferencas significantes entre os grupos segundo sexo, faixa etaria e peso de nascimento. Os resultados encontrados sugerem que a creche pode atuar de maneira positiva no estado nutricional e niveis de hemoglobina de criancas provenientes de populacoes de baixa renda. Tais resultados sao indicativos de que a polemica sobre os efeitos positivos e deleterios da exposicao as creches ficaria menos pertinente quando se trata de populacoes infantis provenientes de familias pobres, onde prevalecem mas condicoes de saneamento, alimentacao, moradia e estimulacao psicossocial e afetiva
Palavra-chave Creches
Estado Nutricional
Anemia
Idioma Português
Data de publicação 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 110 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 110 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15338

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta