Estudo genetico-clinico e molecular em pacientes com sindrome de Marfan

Estudo genetico-clinico e molecular em pacientes com sindrome de Marfan

Autor Perez, Ana Beatriz Alvarez Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A Sindrome de Marfan e uma doenca cujo gene responsavel, o FBN-1, foi localizado na regiao cromossomica 15q21. Trinta e quatro familias compreendendo 54 pacientes foram avaliadas no Centro de Genetica Medica (UNIFESP/EPM). Os pacientes foram documentados atraves de um protocolo especifico e classificados segundo cumprirem ou nao os criterios diagnosticos estabelecidos na literatura. O estudo molecular foi realizado no Departamento de Biologia, IB-USP, e constou da extracao do DNA de linfocitos, da amplificacao dos 65 exons do gene, da analise por SSCP e por Heteroduplex, e do sequenciamento dos produtos nos quais foi identificada alteracao. Nas 34 familias 23 pacientes representaram casos esporadicos (67,7%). Entre eles 13 pacientes cumpriram os criterios diagnosticos (56,5%). Entre os 31 pacientes de 11 familias que representaram os casos familiais (32,4%), 18 cumpriram os criterios diagnosticos (58,1%). Entre os pacientes que nao cumpriram os criterios diagnosticos o diagnostico diferencial foi estabelecido e, no maximo e possivel que alguns deles enquadrem-se nos chamados fenotipos associados da Sindrome de Marfan. Assim, o diagnostico de Sindrome de Marfan deve ser considerado mesmo que o paciente nao cumpra os criterios diagnosticos, desde que seja criteriosamente investigado. Foram encontradas pela tecnica do SSCP alteracoes em 12 propositos e 2 polimorfismos frequentes, representando uma eficacia do metodo de 41%. Pela tecnica do Heteroduplex foi possivel detectar alteracao em 6 propositos, todos ja identificados pelo metodo do SSCP, representando uma eficacia de 20,6%. Atraves do sequenciamento, detectou-se a alteracao molecular em todos os casos com excecao de um. Em 8 pacientes ocorreu uma mutacao de sentido trocado ou sem sentido, consideradas mutacoes patogenicas, o que demonstra a baixa efetividade do metodo para definir o diagnostico. Estas mutacoes sao distintas das relatadas na literatura, elevando este numero a cerca de oito dezenas. Nos demais pacientes, a alteracao molecular foi interpretada como polimorfismos, possivelmente sem significado patologico
Palavra-chave Síndrome de Marfan
Mutação Puntual
Proteínas
Idioma Português
Data de publicação 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 232 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 232 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15321

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta