Avaliacao prospectiva dos fatores de risco para complicacoes cardiovasculares em cirurgias extracardiacas

Avaliacao prospectiva dos fatores de risco para complicacoes cardiovasculares em cirurgias extracardiacas

Autor Ferreira, Silvia Menezes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A presente investigacao teve o proposito de estudar as diversas variaveis a serem classificadas como fatores de risco para complicacoes cardiovasculares em pacientes internados para cirurgias extracardiacas. Os dados basicos foram extraidos da avaliacao de 1.162 pacientes, com doencas de tratamento cirurgico eletivo, sob anestesia geral, peridural ou raquianestesia e com acompanhamento diario pelos pesquisadores envolvidos com o trabalho, no decorrer de todo periodo pos-operatorio. Este conjunto de pacientes compreendia: 573 (49,3%) homens e 589 (50,7%) mulheres, com idades variando entre 11 e 95 anos. As variaveis estudadas consideradas mais relevantes durante a avaliacao foram: cirurgia de grande porte; presenca de doenca degenerativa neoplasica e perda ponderal importante com padrao de desnutricao; sintomas cardiovasculares isolados; idade maior ou igual a 60 anos; presenca de antecedentes de hipertensao arterial sistemica, diabetes melito e consumo tabagistico; cirurgia periferica; pneumopatia pregressa e atual; cardiopatia pregressa e atual; tempo de cirurgia maior ou igual a quatro horas e meia; presenca de complicacoes cardiovasculares; extra-sistoles ventriculares polimorficas e frequentes; terceira bulha e ou estase jugular; fibrilacao atrial e o tempo decorrido do ultimo episodio de infarto do miocardio, ou seja de tres a seis meses antes do ato cirurgico. Os fatores que exerceram influencia no surgimento, para complicacoes cardiovasculares nas cirurgias de grande porte foram: idade maior ou igual a 60 anos, tempo cirurgico maior ou igual a quatro horas e meia e a presenca de extra-sistoles ventriculares polimorficas e frequentes. Ja os principais fatores condicionadores para complicacoes cardiovasculares nas cirurgias perifericas foram: infarto do miocardio de tres a seis meses, tempo cirurgico maior ou igual a quatro horas e meia e a presenca de extra-sistoles ventriculares polimorficas e frequentes
Palavra-chave Fatores de Risco
Cirurgia Torácica
Complicações Pós-Operatórias
Circulação Extracorpórea
Idioma Português
Data de publicação 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 131 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 131 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15316

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta