Importancia da determinacao serica da proteina C reativa na avaliacao das pancreatites agudas

Show simple item record

dc.contributor.author Gaburri, Ana Karla [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T22:59:16Z
dc.date.available 2015-12-06T22:59:16Z
dc.date.issued 1997
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 1997. 62 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15285
dc.description.abstract As pancreatites agudas caracterizam-se por curso clinico variavel com potencial evolucao para formas graves e com prognostico reservado em alguns pacientes. Estes pacientes devem ser prontamente identificados visto que evoluem rapidamente com complicacoes e mesmo para obito. Apesar dos esforcos em estudos realizados ainda nao existe criterio ideal para predicao da gravidade das pancreatites agudas. Neste estudo avaliamos a dosagem serica da Proteina C Reativa como criterio preditivo de gravidade bem como indicativo de surgimento de complicacoes nas pancreatites agudas. Estudamos consecutivamente 43 pacientes com diagnostico de pancreatite aguda. Todos foram submetidos a tomografia computadorizada com injecao endovenosa de contraste em oboluso. A partir da analise das tomografias foi aplicado indice prognostico anteriormente descrito e os pacientes divididos em dois grupos: grupo I constituido de 12 pacientes com pancreatite aguda grave caracterizadas por indice > 5 e grupo II constituido por 31 pacientes com pancreatite aguda leve caracterizadas por indice < 5. As dosagens sericas da Proteina C Reativa foram realizadas pelo metodo de imunodifusao radial, a partir de amostras de sangue coletadas nos 20, 50 e 70 dias de evolucao dos quadros de pancreatite. Verificamos que as concentracoes sericas de Proteina C Reativa foram superiores nos pacientes com pancreatite aguda grave em relacao aos com pancreatite aguda leve, sendo a diferenca estatisticamente significante. Maior significancia foi observada para niveis de Proteina C Reativa superiores a 7,5 mg/dl, tendo a sensibilidade e especificidade respectivamente de 83% e 61% no 20 dia, 75% e 70% no 50 dia e 70% e 82% no 70 dia. Os valores preditivos positivo e negativo foram respectivamente de 45% e 90% nos 20 dia, 50% e 88% nos 50 dia e 63% e 88% nos 70 dia. Analisando comportamento da Proteina C Reativa em relacao ao surgimento de complicacoes pudemos observar que o grupo de pacientes que evoluiram com complicacoes apresentaram niveis sericos superiores aos dos que nao as apresentaram sendo a diferenca estatisticamente significante. No entanto, analise individual destes pacientes nao foi util para diagnostico do surgimento de complicacoes pt
dc.format.extent 62 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Pancreatite pt
dc.subject Proteína C-Reativa pt
dc.subject Prognóstico pt
dc.title Importancia da determinacao serica da proteina C reativa na avaliacao das pancreatites agudas pt
dc.type Dissertação de mestrado
dc.identifier.file epm-014921.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account