Biomicroscopia ultra-sônica no glaucoma crônico simples: ação dos colírios midriáticos e cicloplégicos

Biomicroscopia ultra-sônica no glaucoma crônico simples: ação dos colírios midriáticos e cicloplégicos

Autor Miranda, Danielle Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Mello, Paulo Augusto de Arruda Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Os colirios midriaticos e cicloplegicos sao empregados rotineiramente na pratica oftalmologica diaria. Sabe-se que estes colirios aumentam a pressao intra-ocular tanto dos olhos glaucomatosos como dos nao glaucomatosos por meio de mecanismos discutiveis. O metodo de biomicroscopia ultra-sonica permitiu mostrar as relacoes anatomicas das estruturas do segmento anterior do olho humano in vivo qualitativa e quantitativamente, bem como a sua dinamicidade. No presente estudo foram analisados 30 olhos de 17 pacientes portadores de GCS e 30 olhos de 16 pacientes nao glaucomatosos nos exames previos (Prev), ou seja, sem a instilacao de drogas midriaticas e cicloplegicas, com colirio de tropicamida a 1% (C1) e com associacao de colirios de tropicamida a 1% mais cloridrato de fenilefrina a 10% (C2). A profundidade da camara anterior, o comprimento da iris, o toque iris-cristalino e a distancia iris-zonula dos olhos glaucomatosos e nao glaucomatosos foram estudados apos a instilacao desses colirios e analisados estatisticamente. Nos exames previos (Prev), nao houve diferenca estatisticamente significante da profundidade da regiao central da camara anterior dos olhos glaucomatosos e nao glaucomatosos, nem do comprimento da iris, do toque iris-cristalino e da distancia iris-zonula nas regioes 12, 3, 6 e 9 dos olhos estudados. Houve diferenca estatisticamente significante da profundidade da regiao central da camara anterior dos olhos glaucomatosos e nao glaucomatosos entre os exames previos (Prev), com colirio de tropicamida a 1% (C1), com associacao de colirios de tropicamida a 1% e cloridrato de fenilefrina a 10% (C2), exceto, destes entre si. Houve diferenca estatisticamente significante do comprimento da iris, do toque iris-cristalino e da distancia iris-zonula entre os exames previos (Prev), com colirio de tropicamida a 1% (C1), com associacao de colirios de tropicamida a 1% e cloridrato de fenilefrina a 10% (C2) e destes entre si, nas regioes 12, 3, 6 e 9 dos olhos glaucomatosos e nao glaucomatosos. Nao foi estatisticamente significante a diferenca do comprimento da iris, do toque iris-cristalino e da distancia iris-zonula entre as regioes 12, 3, 6 e 9 dos olhos glaucomatosos e nao glaucomatosos nos exames previos (Prev), com colirio de tropicamida a 1% (C1) e com associacao de colirios de tropicamida a 1% e cloridrato de fenilefrina a 10% (C2)
Palavra-chave Segmento Anterior do Olho
Microscopia
Glaucoma de Ângulo Aberto
Midriáticos
Idioma Português
Data de publicação 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 120 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 120 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15267

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta