Valor prognóstico da expressão do antígeno nuclear de proliferação celular (PCNA/CICLINA) em pacientes com carcinoma de células renais

Valor prognóstico da expressão do antígeno nuclear de proliferação celular (PCNA/CICLINA) em pacientes com carcinoma de células renais

Autor Sabaneeff, Jorge Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sadi, Marcus Vinicius Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O carcinoma de celulas renais (CCR) e a terceira causa mais comum de neoplasia do trato urinario. Com excecao do estadiamento clinico, outras variaveis como grau celular, volume tumoral, padrao arquitetural, multifocalidade e morfometria celular apresentam um valor limitado na valiacao de pacientes com CCR. Os estudos de cinetica celular oferecem informacoes uteis na predicao do comportamento tumoral. Entre os varios metodos de avaliacao da proliferacao celular, a imuno-histoquimica com o PCNA (antigeno nuclear de proliferacao celular) apresenta vantagens devido ao menor custo, elevados indices de repoduzibilidade e seu emprego em tecidos de arquivo. O presente estudo avaliou a expressao do PCNA no carcinoma de celulas renais e a relacao, dessa expressao, com parametros clinicos, anatomo-patologicos bem como o seu significado prognostico. A expressao imuno-histoquimica do PCNA foi avaliada em 60 pacientes selecionados, submetidos, no periodo de 1974 a 1994, a nefrectomia radical para todos os estadios de CCR. A idade dos pacientes variou de 8 a 87 anos com mediana de 59 anos. Foi realizada imuno-histoquimica pelo metodo ABC (avidina-biotina-peroxidase), utilizando-se o anticorpo PC-10 DAKO (DAKO CORP.) em cortes histologicos do tumor arquivados em blocos de parafina. Fo-ram avaliados no minimo 1000 celulas do tumor de cada paciente, excluindo-se areas com necrose tumoral, hemorragia e outros artefatos. O indice de expressao do PCNA foi calculado como porcentagem de celulas imuno-coradas positivamente, independentemente da intensidade de imuno-reacao. A expressao do PCNA no tumor variou de 0,6% a 78,7% (media=24%). Nao foi verificada correlacao estatistica entre os indices de PCNA e estadio de Robson, grupos prognosticos de Storkel, tamanho do tumor, presenca de pseudo-capsula e padrao arquitetural. Embora nao tenha sido comprovada uma relacao estatisticamente significativa, foi observada uma tendencia de que o CCR mais indiferenciado apresente maiores valores de expressao do PCNA. A expressao do PCNA foi maior nos tumores com tipo histologico fusiforme e cromofobo quando comparados com outros tipos celulares (celulas claras, cromofilas e oncociticas) (p=0,01). Os indices de expressao do PCNA permitiram estratificar pacientes com pior prognostico. Para todo o grupo de pacientes, aqueles com PCNA ≥31% apresentaram menor sobrevida (p=0,01) e este fato foi observado para os maiores estadios e nos pacientes com tumores mais indiferenciados (p=0,02). Para os pacientes com CCR a analise da expressao dos valores de PCNA ≥ 31%, no modelo multivariado de Cox, apresenta-se como um fator prognostico adverso e independente. Conclui-se que a expressao imuno-histoquimica dos indices de PCNA e um metodo simples, facil e eficaz para estimar a proliferacao celular. Nossos re-sultados mostram que a expressao do PCNA constitue um fator prognostico independente para os pacientes com carcinoma de celulas renais
Palavra-chave Neoplasias renais
Antígeno nuclear de célula em proliferação
Marcadores biológicos de tumor
Ciclinas
Idioma Português
Data de publicação 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 93 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 93 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15234

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta