Aspectos histológicos da glândula mamária da rata albina durante o ciclo estral

Aspectos histológicos da glândula mamária da rata albina durante o ciclo estral

Autor Elias, Simone Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Valente, Carlos Alberto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A histologia ciclica do trato genital da rata, ja bastante estudada hoje, e conhecida com detalhes. No entanto, no que toca a glandula mamaria, ha uma serie extensa de trabalhos a respeito da sua embriogenese e do seu desenvolvimento ate a maturidade sexual e suas modificacoes durante a prenhez e a lactacao, sendo infrequente estudos sistematizados dessa glandula na fase adulta durante o ciclo estral. Essa escassez de informacoes motivou-nos a estudar a glandula mamaria da rata albina adulta e intacta nas quatro fases do ciclo estral em bases morfologicas (macroscopica e microscopica) e morfometricas( relacao epitelio/estroma; presenca de secrecao luminal; determinacao do volume nuclear e avaliacao do indice mitotico). Empregamos quarenta ratas, cujas fases do ciclo estral foram caracterizadas pela colpocitologia hormonal seriada e as glandulas mamarias destinadas ao estudo proposto foram obtidas atraves de metodologia classica por nos modificada. O estudo compreendeu a analise do EPITELIO (ductos, ductulos e botoes alveolares) e do ESTROMA da glandula. O aspecto morfologico (macroscopico e microscopico) foi semelhante em todo o ciclo e o estudo morfometrico revelou ainda um predominio de DUCTOS dentre as estruturas epiteliais e uma escassez de secrecao luminal. A relacao epitelio/estroma manteve-se constante. Os volumes nucleares medios das celulas de DUCTOS foram discretamente maiores que os dos BOTOES ALVEOLARES apenas na fase de PROESTRO. Quando comparadas entre as fases do ciclo estral, esses volumes nucleares nao mostraram diferencas significantes nas tres estruturas epiteliais analisadas. O indice mitotico, por sua vez, tendeu para nulidade por todo ciclo. Nossos resultados permitiram concluir que glandula mamaria da rata albina adulta e intacta caracteriza-se por um repouso fisiologico dos seus componentes. A pequena variacao dos volumes nucleares de DUCTOS na fase de PROESTRO constitui-se em uma observacao estatistica sem conotacao com os outros eventos biologicos por nos estudados. A glandula mamaria da rata adulta e intacta pode constituir-se, entao, em um modelo experimental alternativo ao estro permanente induzido por drogas, hoje amplamente utilizado
Palavra-chave Glândulas mamárias/anatomia & histologia
Animais
Idioma Português
Data de publicação 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 123 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 123 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15222

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta