Correlação entre a graduação histológica de biopsias da próstata e do espécimen cirúrgico em câncer da próstata

Correlação entre a graduação histológica de biopsias da próstata e do espécimen cirúrgico em câncer da próstata

Autor Cury, José Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Srougi, Miguel Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Foram estudados 120 pacientes com cancer localizado da prostata nos estadios clinicos A B e C e que foram submetidos a linfadenectomia iliaca e a cirurgia radical da prostata. Todos haviam sido graduados pela escala de Gleason atraves de biopsias da prostata guiadas pela ultrassonografia transretal. Correlacionamos a graduacao histologica destas biopsias da prostata com a graduacao final obtida no exame da peca cirurgica correspondente e obtivemos exata correlacao em 39 pacientes (32,50%). Ao considerarmos a concordancia de 1 digito (+1 grau), observamos concordancia de resultado em 81 pacientes (67,50%). A subgraduacao histologica das biopsias prostaticas foi encontrada em 75 pacientes (62,50%) dos casos. Nos trinta e dois pacientes classificados pre operatoriamente na escala 2 a 4 de Gleason, 50% deles foram subgraduados ao se verificar que pertenciam cirurgicamente a escala 5 a 7. Este subgrupo de pacientes apresentou tumores de caracteristicas agressivas quando submetidos a prostatectomia radical, sendo encontrados dois casos (6,25%) com doenca extra-prostatica. Estes pacientes seriam abordados de forma inadequada se para eles fosse indicada observacao clinica, em funcao da biopsia inicial. Dois experientes patologistas fizeram a leitura interpessoal de 45 especimens de biopsias da prostata obtidas de 45 pacientes e ambos concordaram nesta leitura em 20 casos (45%). Quando os mesmos patologistas fizeram o cotejamento entre a leitura das biopsias da prostata com a leitura das pecas cirurgicas correspondentes, concordaram em 23% dos casos e discordaram em 77% dos mesmos. Ao se fazer o cotejamento interobservadores levando-se em conta os casos agrupados qualitativamente, as leituras foram semelhantes e sem diferenca estatistica. A graduacao histologica feita pela escala de Gleason em material obtido pela biopsia prostatica e excelente indicador do prognostico dos pacientes portadores de cancer da prostata. As defiCiências observadas quanto a subgraduacao, erros de amostragem, erros de interpretacao dos tumores de baixo grau, sao inerentes ao metodo e podem ser minimizadas quando o estudo e executado por equipes de maior experiencia. O laudo diagnostico de graduacao histologica do cancer da prostata devera ser emitido apos leituras interpessoais feitas com dinamismo e de forma critica
Palavra-chave Neoplasias da Próstata
Biópsia
Próstata/patologia
Idioma Português
Data de publicação 1997
Publicado em São Paulo: [s.n.], 1997. 95 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 95 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/15221

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta