Estudo comparativo dos fatores prognósticos entre os pacientes com maior e menor sobrevida em portadores de carcinoma broncogênico

Estudo comparativo dos fatores prognósticos entre os pacientes com maior e menor sobrevida em portadores de carcinoma broncogênico

Título alternativo Comparative study of prognostic factors among longer and shorter survival patients with bronchogenic carcinoma
Autor Jamnik, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Santoro, Ilka Lopes Autor UNIFESP Google Scholar
Uehara, Cesar Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Despite the improvements seen in the treatment of lung cancer, little has improved in the survival of these patients, and a great importance is attributed to the factors that have a role to play in such survival. Purpose: To check for possible prognostic factor differences in two populations of lung cancer patients, one of them with short survival (less than six months), and the other with longer survival (more than 24 months). Methods: From 1997 to 1999, 52 patients with histopathologic diagnosis of homogenous carcinoma were studied, and demographics, clinical parameters, smoking pattern, Karnofsky's index, disease staging, and laboratory dosing of lactic dehydrogenase, alkaline phosphatase, carcinoembryonic antigen, and calcium data were surveyed. Results: 29 patients had less than six month survival, and 23 had more than 24 month survival. The three most important factors for short survival were the low initial Karnofsky's index, loss of appetite, and high serum LDH levels. Conclusion: The three prognosis components are: current physical status, prior physical status, and current status of the disease.

Apesar dos avanços no tratamento, há pouca melhora na sobrevida dos pacientes com câncer do pulmão. Atualmente, é importante o conhecimento dos fatores que intervêm na sobrevida. Objetivos: Verificar possíveis diferenças de fatores prognósticos em duas populações de pacientes com câncer de pulmão, uma com pequena sobrevida (menos de seis meses) e outra com maior sobrevida (acima de 24 meses). Métodos: De 1997 a 1999 foram estudados 52 pacientes com diagnóstico histopatológico de carcinoma homogênico, sendo colhidos dados demográficos, clínicos, paramétricos, hábitos tabágicos, índice de Karnofsky, estadiamento da doença e dosagem laboratorial de desidrogenase lática, fosfatase alcalina, antígeno carcinoembrionário e cálcio. Resultados: 29 pacientes tiveram sobrevida menor do que seis meses e 23, superior a 24 meses. Os três fatores mais importantes que influenciaram o tempo curto de sobrevida foram baixo índice de Karnofsky inicial, redução do apetite e alto nível sérico de DHL. Conclusão: Os três componentes do prognóstico são o estado físico atual, o estado físico prévio e o estado atual da doença.
Palavra-chave Bronchogenic carcinoma
Lung neoplasms
Squamous cell carcinoma
Adenocarcinoma
Small cell carcinoma
Carcinoma broncogênico
Neoplasias pulmonares
Carcinoma de células escamosas
Adenocarcinoma
Carcinoma de células pequenas
Idioma Português
Data de publicação 2002-09-01
Publicado em Jornal de Pneumologia. Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, v. 28, n. 5, p. 245-249, 2002.
ISSN 0102-3586 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Extensão 245-249
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-35862002000500002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-35862002000500002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1519

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-35862002000500002.pdf
Tamanho: 67.20KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta