Transplante de córnea em ceratite por herpes simples

Transplante de córnea em ceratite por herpes simples

Título alternativo Corneal transplantation for herpes simplex keratitis
Autor Araújo, Maria Emília Xavier dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, Namir Clementino Autor UNIFESP Google Scholar
Freitas, Denise de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: To evaluate the results of corneal transplantation for herpes simplex keratitis. Methods: The records of thirty-eight patients who underwent penetrating keratoplasty for herpes simplex keratitis, from 1993 to 1998 were retrospectively reviewed. Postoperative follow-up periods ranged from 6 to 68 months (mean 21). Results: The survival rate of a clear graft was 81.6%. Allograft rejection was observed in 36.8% and herpetic recurrence occurred in 10.5%. Visual acuities of 20/80 or better were achieved in 60%. Prophylactic antiviral treatment was not associated with increase in corneal graft survival rate. Conclusion: Better results have been achieved on keratoplasty for herpetic keratitis.

Objetivo: Avaliação de transplante de córnea em ceratite por herpes simples. Métodos: Foram revisados os prontuários de 38 pacientes submetidos a transplante de córnea por herpes simples, no período de 1993 a 1998. Todos os pacientes tinham apenas um olho acometido. Foi avaliada a transparência do botão corneano, reação de rejeição, recidiva da infecção herpética e acuidade visual final. Pacientes que usaram profilaxia antiviral foram comparados com os que não usaram. O seguimento pós-operatório variou de 6 a 68 meses (média de 21). Resultados: Trinta e um enxertos (81,6%) permaneceram transparentes. Reação de rejeição ocorreu em 14 pacientes (36,8%) e recidiva da ceratite herpética em 4 (10,5%). A acuidade visual pós-operatória foi melhor ou igual a 0,25 em 60% dos pacientes. Não houve diferença estatisticamente significante na sobrevivência do enxerto entre o grupo que usou e o que não usou antiviral sistêmico profilático. Conclusão: Melhores resultados têm sido alcançados no transplante de córnea em ceratite herpética.
Palavra-chave Corneal transplantation
Keratitis herpetic
Graft rejection
Postoperative complications
Recurrence
Retrospective studies
Transplante de córnea
Ceratite herpética
Rejeição de enxerto
Complicações pós-operatórias
Recidiva
Estudos retrospectivos
Idioma Português
Data de publicação 2002-09-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 65, n. 5, p. 515-518, 2002.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 515-518
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492002000500003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492002000500003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1510

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492002000500003.pdf
Tamanho: 132.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta