Osteomas fronto-etmoidais: aspectos clínicos e cirúrgicos

Osteomas fronto-etmoidais: aspectos clínicos e cirúrgicos

Título alternativo Fronto-ethmoid osteomas: clinical and surgical aspects
Autor Tiago, Romualdo Suzano Louzeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Melo, Erich Christiano Madruga De Google Scholar
Fobé, Lisete Pessoa De Oliveira Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
FMO HSPE Serviço de Otorrinolaringologia
Universidade de São Paulo (USP)
Hospital São Luiz
Resumo Introduction: Fronto-ethmoidal osteomas are the most frequent paranasal sinus benign tumor and they may envolve with either infectious complications and destruction of adjacent structures. Though they are relatively frequent, few of them are cases requiring surgery. Aim: To report on a group of nine patients with frontal or ethmoidal osteoma, as well as to discuss the clinical presentation and the most suitable treatment of this disease. Study design: Clinical prospective. Material and Method: A prospective clinical study of nine patients who were submitted to surgery at the HSPE-FMO (State Public Servants Hospital) of São Paulo, and at the São Luiz Hospital of the city of São Paulo, in the period from 1995 to 1999. The surgical treatment was the therapeutic option selected in this group. The clinical evolution was assessed during the postoperative period. Results: Of the nine patients, five were females and four a male, ages ranging from 12 to 55 years, with an average age of 39,55 years. All the patients had a resolution of the symptoms and only one of them presented sequels (hyposmia). Conclusion: Based on both the literature review and on the cases followed, the authors concluded that the lesions compromising the drainage of the frontal sinus osteos, those with destruction of the sinus limits as well as any ethmoidal tumors should be surgically treated.

Introdução: Osteomas fronto-etmoidais são os tumores benignos mais freqüentes dos seios paranasais, podendo evoluir com complicações infecciosas e destruição das estruturas adjacentes. Apesar de serem relativamente freqüentes, poucos são os casos que necessitam de tratamento cirúrgico. Objetivo: Relatar um grupo de nove pacientes com osteoma frontal ou etmoidal, e discutir a apresentação clínica e o tratamento mais adequado desta doença. Forma de estudo: Clínico prospectivo. Material e Método: Realizado estudo clínico prospectivo de nove pacientes, operados no HSPE-FMO e no Hospital São Luiz de São Paulo, no período de 1995 a 1999. O tratamento cirúrgico foi a opção terapêutica escolhida neste grupo. Foi avaliada a evolução clínica no pós-operatório. Resultados: Dos nove pacientes, cinco eram do sexo feminino e quatro do sexo masculino, com idade variando de 12 a 55 anos e com média etária de 39,55 anos. Todos os pacientes tiveram resolução do quadro inicial, sendo que apenas um evoluiu com seqüelas (hiposmia). Conclusão: Baseados na revisão bibliográfica e nos casos acompanhados, concluímos que as lesões localizadas próximas ao óstio de drenagem do seio frontal, as que ultrapassam os limites dos seios frontal e etmoidal, bem como aquelas localizadas no etmóide, devem ser tratadas cirurgicamente.
Palavra-chave osteoma
paranasal sinuses
surgery
osteoma
seios paranasais
cirurgia
Idioma Português
Data de publicação 2002-08-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 68, n. 4, p. 516-520, 2002.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 516-520
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992002000400010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992002000400010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1505

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992002000400010.pdf
Tamanho: 116.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta