Saúde infantil: condições de vida e utilização de serviços de saúde em área da Região Metropolitana de São Paulo, 1996

Saúde infantil: condições de vida e utilização de serviços de saúde em área da Região Metropolitana de São Paulo, 1996

Título alternativo Child health: social conditions and health services utilization in São Paulo Metropolitan Region, 1996
Autor Puccini, Rosana Fiorini Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Nilza Nunes da Google Scholar
Araújo, Norma Sueli de Google Scholar
Pedroso, Glaura César Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Edina Mariko Koga da Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
município do Embu Secretaria de Saúde Assessoria Técnica
Resumo OBJECTIVES: to identify segments of the population excluded from the health system or requiring specific and oriented action from the health services. METHODS:household survey using a two-stage cluster sample comprised of 1.099 children under five years old, residing in the municipality of Embu, São Paulo in 1996. Living conditions were stratified into four bands; the sampling process considered two independent populations: children under one year old and children between one and four years old. Indicators of prenatal and perinatal care and child's health attention were investigated. Statistical analysis: estimates of proportions, standard errors and confidence intervals (95%) were calculated, utilizing the Csample: Epi-info 6.04 program. RESULTS: in all the bands, over 90% of the mothers had prenatal assistance, although with a tendency towards later access in band four (shantytowns). Around 80% of the children under one year old were followed up by healthcare clinics; the basic health units were principally utilized for vaccinations (97,4%) and checkups (79,0%), especially for band four, and the other healthcare facilities were utilized for medical visits without appointments. For band one (best conditions), there was a greater demand for private and health insurance services. For acute affections healthcare facilities services were the option for almost 100% of the cases. CONCLUSIONS: no segments of the population were identified as being excluded from the health system; some indicators pointed towards deficiencies for all bands, some of which were more accentuated for band four.

OBJETIVOS: identificar segmentos populacionais excluídos do sistema de saúde ou que demandassem atuação específica e reorientada dos serviços de saúde. MÉTODOS: estudo transversal, domiciliar, utilizou uma amostra probabilística constituída por 1.099 crianças menores de cinco anos, distribuídas em quatro estratos de condições de vida, residentes no município do Embu, São Paulo, em 1996. O processo de sorteio adotado foi o de conglomerados em dois estágios, tendo-se considerado duas populações independentes: crianças menores de um ano e crianças de um a quatro anos. Foram investigados indicadores da assistência pré-natal, perinatal e de atenção à saúde da criança. Para a análise estatística, foram calculadas as estimativas de proporções, erros padrão, intervalos de confiança (95%), utilizando-se o programa CSample: Epi-info 6.04. RESULTADOS: em todos os estratos, mais de 90% das mães realizaram pré-natal, com acesso tardio no estrato quatro (favelas). Cerca de 80% das crianças menores de um ano eram acompanhadas em serviços de saúde; as unidades básicas de saúde foram mais utilizadas para vacinação (97,4%) e acompanhamento de saúde (79,0%) e os outros serviços de saúde para consultas não marcadas, com maior procura por serviços privados/convênios no estrato um (melhores condições). Nas afecções agudas o serviço de saúde foi a opção de atendimento para quase 100% dos casos. CONCLUSÕES: não se verificou a existência de segmentos populacionais excluídos do sistema de saúde, porém alguns indicadores apontaram para deficiências mais acentuadas no estrato quatro.
Palavra-chave Maternal and child health
Perinatal care
Quality indicators
health care
Vaccination
Equity
Saúde materno-infantil
Assistência perinatal
Indicadores de qualidade em assistência à saúde
Vacinação
Eqüidade
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2002-08-01
Publicado em Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil . Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira, v. 2, n. 2, p. 143-155, 2002.
ISSN 1519-3829 (Sherpa/Romeo)
Publicador Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira
Extensão 143-155
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292002000200007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1519-38292002000200007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1496

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1519-38292002000200007.pdf
Tamanho: 118.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta