Neurologic complications after heart transplantation

Neurologic complications after heart transplantation

Título alternativo Complicações neurológicas em transplantes cardíacos
Autor Malheiros, Suzana Maria Fleury Autor UNIFESP Google Scholar
Almeida, Dirceu Rodrigues de Autor UNIFESP Google Scholar
Massaro, Ayrton R. Autor UNIFESP Google Scholar
Castelo Filho, Adauto Autor UNIFESP Google Scholar
Diniz, Rosiane Viana Zuza Autor UNIFESP Google Scholar
Branco, João Nelson Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Antonio Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Gabbai, Alberto Alain Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: Neurologic complications are known as important cause of morbidity and mortality in orthotopic heart transplantation. Our aim was to identify the frequency and outcome of neurologic complications after heart transplantation in a prospective observational study. METHOD: From September 93 to September 99, as part of our routine heart transplantation protocol all patients with end-stage cardiac failure were evaluated by the same neurologist before and at the time of any neurologic event (symptom or complaint) after transplantation. RESULTS: Out of 120 candidates evaluated, 62 were successfully transplanted (53 male; median age 45.5 years, median follow-up 26.8 months). Fifteen patients (24%) had ischemic, 22 (35%) idiopathic, 24 (39%) Chagas' disease and 1 (2%) had congenital cardiomyopathy. Neurologic complications occurred in 19 patients (31%): tremor, severe headache, transient encephalopathy and seizures related to drug toxicity or metabolic changes in 13; peripheral neuropathy in 4; and spinal cord compression in two (metastatic prostate cancer and epidural abscess). No symptomatic postoperative stroke was observed. CONCLUSIONS: Although frequent, neurologic complications were seldom related to persistent neurologic disability or death. Most of the complications resulted from immunosuppression, however, CNS infection was rare. The absence of symptomatic stroke in our series may be related to the lower frequency of ischemic cardiomyopathy.

OBJETIVO: Complicações neurológicas são frequentemente descritas como causa de morbidade e mortalidade em transplantes cardíacos. Nosso objetivo foi avaliar a frequência de complicações neurológicas em pacientes submetidos a transplantes cardíacos, bem como sua evolução, através de um estudo prospectivo observacional. MÉTODO: Todos os candidatos a transplantes cardíacos foram avaliados pelo mesmo neurologista, como parte do protocolo de rotina de avaliação pré-transplante no período de 9/93 a 9/99. Após a cirurgia, os pacientes foram reavaliados sempre que houvesse qualquer sintoma ou queixa neurológica. RESULTADOS: Entre 120 pacientes avaliados no período pré-operatório, 62 foram transplantados (53 sexo masculino; idade mediana de 45.5 anos; tempo de seguimento mediano 26.8 meses). A etiologia da miocardiopatia foi isquêmica em 15 pacientes (24%), idiopática em 22 (35%), chagásica em 24 (39%) e congênita em 1 (2%). Complicações neurológicas ocorreram em 19 pacientes (31%): tremor, cefaléia intensa, encefalopatia transitória ou crises relacionados com toxicidade medicamentosa ou alterações metabólicas em 13; neuropatia periférica em 4; compressão medular em 2 (metástase epidural de carcinoma de próstata e abscesso epidural). Nenhum paciente apresentou acidente vascular cerebral (AVC) sintomático no período pós-operatório. CONCLUSÕES: Apesar de frequentes, as complicações neurológicas raramente provocaram seqüelas permanentes ou óbito. A maior parte das complicações foi relacionada com imunossupressão, entretanto, infecções foram raras. A ausência de pacientes com AVC sintomático pode estar associada com a baixa frequência de miocardiopatia isquêmica na presente série.
Palavra-chave heart transplantation
postoperative complications
Chagas' disease
cardiomyopathy
stroke
transplante cardíaco
complicações pós-operatórias
doença de Chagas
miocardiopatia
transtornos cerebrovasculares
Idioma Inglês
Data de publicação 2002-06-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 60, n. 2A, p. 192-197, 2002.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 192-197
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2002000200002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2002000200002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1448

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2002000200002.pdf
Tamanho: 189.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta