Vasculopatia polipoidal idiopática da coróide

Vasculopatia polipoidal idiopática da coróide

Título alternativo Idiopathic polypoidal choroidal vasculopathy
Autor Andrade, Rafael Ernane Autor UNIFESP Google Scholar
Branco, André Castelo Autor UNIFESP Google Scholar
Costa, Rogerio Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Uno, Fausto Autor UNIFESP Google Scholar
Nakanami, Maurício Autor UNIFESP Google Scholar
Guia, Tércio Autor UNIFESP Google Scholar
Farah, Michel Eid Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: To describe the role of the optical coherence tomography, fluorescein and indocyanine green angiography findings in the diagnosis of idiopathic polypoidal choroidal vasculopathy (IPCV). Methods: A series of four eyes of three patients thought to have IPCV were examined and evaluated by optical coherence tomography, fluorescein and indocyanine green angiographies. Results: Fluorescein angiography was highly important for the diagnosis only in case 1. Indocyanine green angiography showed a branching network of the vessels with marginal vascular dilatations in all cases. Optical coherence tomography showed hemorrhagic detachment of the retinal pigment epithelium contiguous with the anterior delimitation of the polypoidal elements in two cases. Conclusion: The association of clinical manifestations with fluorescein and indocyanine green angiographies and optical coherence tomography can be useful in the differential diagnosis of exudative maculopathies, particularly IPCV with serohemorrhagic manifestations.

Objetivo: Descrever os achados da tomografia de coerência óptica, angiofluoresceinografia e indocianinografia na vasculopatia polipoidal idiopática da coróide. Métodos: Realizou-se análise criteriosa dos exames complementares de angiofluoresceinografia e indocianinografia, comumente utilizados para o diagnóstico, assim como da tomografia de coerência óptica, em quatro olhos de uma série de três pacientes com vasculopatia polipoidal idiopática da coróide. Resultados: Os quatro olhos mostraram lesões sub-retinianas vermelho-alaranjadas, sendo que dois casos apresentaram descolamento hemorrágico do epitélio pigmentado da retina, além de manifestações exsudativas e hemorrágicas associadas. A angiofluoresceinografia revelou dilatações aneurismáticas em ramificações anormais de vasos da coróide em apenas 1 caso, ao contrário da indocianinografia que claramente demonstrou as lesões em todos os casos. A tomografia de coerência óptica confirmou descolamento hemorrágico espontâneo do epitélio pigmentado da retina em 2 casos. Conclusão: A indocianinografia é o exame de escolha no diagnóstico da vasculopatia polipoidal da coróide, mas em alguns casos a associação com a tomografia de coerência óptica e angiofluoresceinografia pode ser útil no diagnóstico e seguimento.
Palavra-chave Choroid
Choroid hemorrhage
Choroid diseases
Fluorescein angiography
Indocyanine green
Fundus oculi
X-ray computed tomography
Coróide
Hemorragia da coróide
Doenças da coróide
Angiofluoresceinografia
Verde indocianina
Fundo de olho
Tomografia computadorizada por raios-x
Idioma Português
Data de publicação 2002-06-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 65, n. 3, p. 363-366, 2002.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 363-366
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492002000300016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492002000300016 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1433

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492002000300016.pdf
Tamanho: 1.066MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta