Emissões otoacústicas por produto de distorção e audiometria tonal liminar: estudo da mudança temporária do limiar

Emissões otoacústicas por produto de distorção e audiometria tonal liminar: estudo da mudança temporária do limiar

Título alternativo Distortion-product otoacoustic emissions and pure tone audiometry: a study of temporary threshold shifts
Autor Frota, Silvana Autor UNIFESP Google Scholar
Iorio, Maria Cecilia Martinelli Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição UFRJ
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Introduction: Noise-induced hearing loss is one of the most common causes for sensorineural hearing impairment. Objective: The purpose of this study was to evaluate pure tone and distortion product otoacoustic emissions (DPOAE) pre and post white noise exposition at high levels (100 dB SPL for 10 minutes), considering gender and ear variables, aiming at investigating pure tone audiometry and DPOAE efficiency in detecting subtle temporary threshold shifts (TTS). Study design: prospectivo clinical randomized. Material and method: Forty subjects, 20 male and 20 female ranging from 18 to 36 years old with no otological complaints were evaluated. Pure tone audiometry and DPOAE were carried out pre and post white noise exposure. Results: Pure tone audiometry was sensitive in detecting temporary threshold shifts after white noise exposition in 2, 3 and 4 kHz, with no significant differences concerning gender and ear, whereas DPOAE revealed temporary shifts in audibility evidenced by amplitude reduction, in 2588 and 3614 in female subjects and in 932, 1304, 2588 and 5128 Hz in male subjects. Conclusion: We could conclude that either pure tone audiometry or DPOAE were sensitive in determining significant temporary shifts in hearing thresholds and amplitude, respectively, after white noise exposition, according to the involved frequency range

Introdução: A perda auditiva induzida por ruído consiste atualmente em uma das maiores causas de perdas auditivas neurossensoriais. Objetivo: O objetivo desse trabalho foi estudar os limiares de audibilidade e as emissões otoacústicas por produto de distorção, pré e pós-exposição a níveis elevados de ruído branco (100 dB NPS por 10 minutos), em função das variáveis lado da orelha e sexo, buscando informações para estabelecer a eficácia de ambos para detectar pequenas mudanças temporárias no limiar. Forma de estudo: prospectivo clínico randomizado. Material e método: Foram avaliados quarenta indivíduos otologicamente normais, sendo 20 do sexo masculino e 20 do sexo feminino, com idade variando de 18 a 36 anos. Ambos os testes, audiometria tonal e emissões otoacústicas por produto de distorção, foram realizadas de forma prévia e posterior à exposição ao ruído branco. Resultados: Os resultados mostraram que a audiometria tonal liminar é sensível para evidenciar mudanças temporárias nos limiares de audibilidade após exposição ao ruído branco nas freqüências de 2, 3, 4 KHz, independentemente, do lado da orelha e sexo, e que as emissões otoacústicas evidenciaram mudanças temporárias na sensibilidade auditiva após exposição ao ruído através da redução de suas amplitudes, nas freqüências de 2588 e 3614 Hz para o sexo feminino e nas freqüências de 932, 1304, 2588, 5128 Hz para o sexo masculino. Conclusão: Concluímos que tanto a audiometria tonal quanto as emissões otoacústicas evidenciaram sensibilidade para detectar mudanças temporárias significantes nos limiares de audibilidade e amplitudes, respectivamente, após a exposição ao ruído, variando de acordo com as freqüências estudadas.
Palavra-chave hearing
otoacoustic emissions
noise
acoustic stimulation
audição
emissões otoacústicas
ruído
estimulação acústica
Idioma Português
Data de publicação 2002-05-13
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 68, n. 1, p. 15-20, 2002.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 15-20
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992002000100003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992002000100003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1427

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992002000100003.pdf
Tamanho: 533.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta