Colangiografia peroperatória sistemática em colecistectomia videolaparoscópica

Colangiografia peroperatória sistemática em colecistectomia videolaparoscópica

Título alternativo Systematic cholangiography during laparoscopic cholecystectomy
Autor Yasojima, Edson Yuzur Autor UNIFESP Google Scholar
Lopes Filho, Gaspar de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade do Estado do Pará Departamento de Saúde Integrada
Resumo BACKGROUND: We present our results from peroperative cholangiography (POC) systematically performed during video laparoscopic cholecystectomies (VLC). METHOD: From January 1998 to December 1999, VLP was performed in 250 non-selected patients from both sexes, being 65 males (26%) and 185 females (74%), independent of the presence or not of clinical signals, laboratorial and ultrasonographics results or of other diagnostic method, indicatives of choledocholithiasis or other biliary ducts pathologies. RESULTS: POC could be performed in 94,6% of the cases. It was found 31 modifications (13%), being the most important six cases of choledocholithiasis (2,5%) and 25 cases of anatomical anomalies (10,5%). CONCLUSIONS: POC during VLC showed to be a safe procedure, with no complications, defining anatomy, forewarning biliary injuries and allowing assymptomatic choledocholithiasis detection.

OBJETIVO: Analisar os resultados de colangiografias peroperatórias (CPO), realizadas sistematicamente durante colecistectomias videolaparoscópicas (CVL). MÉTODO: No período de janeiro de 1998 a dezembro de 1999, foram realizadas CVL em 250 pacientes não selecionados, 65 (26%) do sexo masculino e 185 (74%) do sexo feminino, independente da presença ou não de sinais clínicos, laboratoriais, ultra-sonográficos ou de outros métodos diagnósticos, indicativos de coledocolitíase ou outras doenças da via biliar principal. RESULTADOS: A CPO pôde ser realizada em 237 (94,6%) pacientes. Foram encontradas 31 (13%) alterações, entre as quais seis (2,5%) casos de coledocolitíase e 25 (10,5%) casos de anomalias anatômicas. CONCLUSÃO: A CPO, durante a CVL, mostrou-se um procedimento seguro, sem complicações relacionadas ao exame, definindo a anatomia, prevenindo as lesões biliares e permitindo a detecção de coledocolitíase insuspeitada.
Palavra-chave Cholangiography
Cholecystectomy
Vesicular lithiasis
Video laparoscopy
Colangiografia
Colecistectomia
Litíase biliar
Videolaparoscopia
Idioma Português
Data de publicação 2002-04-01
Publicado em Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Colégio Brasileiro de Cirurgiões, v. 29, n. 2, p. 92-98, 2002.
ISSN 0100-6991 (Sherpa/Romeo)
Publicador Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Extensão 92-98
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69912002000200007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-69912002000200007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1414

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-69912002000200007.pdf
Tamanho: 448.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta