Síndrome de Eagle: avaliação do tratamento cirúrgico

Síndrome de Eagle: avaliação do tratamento cirúrgico

Título alternativo Eagle Syndrome: surgical treatment evaluation
Autor Tiago, Romualdo Suzano Louzeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Marques Filho, Marcílio Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Maia, Clícia Adriana Santos Google Scholar
Santos, Osvaldo Fonseca Souza Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Sta. Casa de São Paulo Faculdade de Ciências Médicas
HSPM
Resumo Introduction: The styloid apophysis is an osseous outgrowth originating in the tympanum portion of the temporal bone. Its growth, or the ossification of the stylohyoid ligament, may cause a series of symptoms, such as dysphagia, odynophagia, facial pain, otalgia, cephalea, tinnitus and trismus. This set of symptoms associated to the presence of an elongated styloid aphophysis is known as the Eagle syndrome. Aim: To report on a group of four patients with Eagle syndrome, as well as to discuss the clinical presentation and the most suitable treatment of this disease. Study design: Clinical retrospective. Material and Method: A retrospective clinical study of four patients who were submitted to surgery at the HSPE-FMO (State Public Servants Hospital) of São Paulo, and at the HSPM (Municipal Public Servants Hospital) of the city of São Paulo, in the period from June, 1998, to June, 2001. The surgical treatment was the therapeutic option selected, with the removal of the elongated styloid aphophyses. The clinical evolution was assessed during the postoperative period. Results: Of the four patients, three were females and one a male, ages ranging from 38 to 68 years, with an average age of 57.25 years. The elongated styloid aphophyses were found and operated in both sides in 50% of the cases. Full remission of the symptoms occurred in three of the patients, and a partial improvement was observed in the other patient. Conclusion: This disease should be considered when the patient presents symptoms, such as dysphagia, odynophagia, facial pain, otalgia, cephalea, tinnitus and trismus. Surgical treatment is the best form of conducting such cases with patients presenting elongated styloid aphophysis and symptoms compatible with the Eagle syndrome, with the external approach being the one that offers greater safety and allows for a more complete resection.

Introdução: A apófise estilóide é uma projeção óssea que se origina na porção timpânica do osso temporal. O aumento desta ou a ossificação do ligamento estilohióideo pode originar uma série de sintomas como disfagia, odinofagia, dor facial, otalgia, cefaléia, zumbido e trismo. Este conjunto de sintomas associado à presença da apófise estilóide alongada é conhecido como Síndrome de Eagle. Objetivo: Relatar um grupo de quatro pacientes com Síndrome de Eagle, bem como discutir a apresentação clínica e o tratamento mais adequado desta doença. Forma de estudo: Clínico retrospectivo. Material e método: Realizado estudo clínico retrospectivo de quatro pacientes, operados no HSPE-FMO e HSPM de São Paulo, no período de junho de 1998 a junho de 2001. O tratamento cirúrgico foi a opção terapêutica escolhida, com a retirada da apófise estilóide alongada. Foi avaliada a evolução clínica no pós-operatório. Resultados: Dos quatro pacientes, três eram do sexo feminino e um do sexo masculino, com idade variando de 38 a 68 anos e com média etária de 57,25 anos. A apófise estilóide alongada foi encontrada e operada em ambos os lados em 50% dos casos. Houve remissão completa dos sintomas em três pacientes, com melhora parcial no outro paciente. Conclusão: Esta doença deve ser considerada em pacientes com sintomas de disfagia, odinofagia, dor facial, otalgia, cefaléia, zumbido e trismo. O tratamento cirúrgico para pacientes que apresentam a apófise estilóide alongada com sintomas compatíveis com a Síndrome de Eagle é a melhor forma de conduzir estes casos, sendo a via de abordagem externa a que oferece mais segurança e que possibilita uma ressecção mais completa.
Palavra-chave Eagle s syndrome
ligament stylohyoid
ossification
síndrome de Eagle
ligamento estilohióideo
ossificação
Idioma Português
Data de publicação 2002-03-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 68, n. 2, p. 196-201, 2002.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 196-201
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992002000200007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992002000200007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1389

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992002000200007.pdf
Tamanho: 1.011MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta