Implante de tubo valvulado bioprótese stentless em posição aórtica: estudo experimental em ovinos

Implante de tubo valvulado bioprótese stentless em posição aórtica: estudo experimental em ovinos

Título alternativo A juvenile sheep model for the stentless bioprostheses implanted as aortic root replacements
Autor Santos, Paulo César Autor UNIFESP Google Scholar
Gerola, Luís Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Pessa, Clodualdo J.N. Autor UNIFESP Google Scholar
Branco, João Nelson Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Casagrande, Ivan Sergio Joviano Google Scholar
Buffolo, Enio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Labcor Centro de Pesquisa
Resumo INTRODUCTION: Often, studies on aortic prosthetic valves analyze their performance not at the primitive position, but using tricuspid and mitral ones or inserting it in the descending aortic area. Taking that into account, it would be relevant to observe results in those studies in which the conclusions are based on their original implantation. MATERIAL AND METHODS: Thirty young sheep, 28 males and 2 females, were operated on. Ages ranged 4.4 to 6.3 months and weights 25 to 37 Kg. Extra corporeal circulation (ECC) was applied to all the animals, always guided by the conventional criteria, that is to say, the arterial cannula was inserted in the thoracic aorta just past the arterious ducts and the venous cannulae, a single one, was placed in the right atrium. The operation was performed according to the principle of moderately low body temperature- 29ºC- and cold cristalloid cardioplegia, in the aortic root, to induce; but otherwise was utilized blood to the maintenance. Following with the technique proposed, the aortic valve of the animal heart was completely excised and finally implanted the valved tube stentless, not forgetting the refixation of the coronary main. The sheep were kept in clinical and laboratorial observation during thirty days in what was included a echocardiogram in the end. RESULTS: The results demonstrated 8 intraoperatory deaths (26.6%), and 6 during the following (27.7%). The mean time of ECC was 98 minutes. The dimension of the majority prothetics valves were 21 and 23. Only two valves evoluted with mild insufficiency, none denoted evidences of the endocarditis neither of leaflets perfuration, the mean fraction of ejection was 74%, the left ventricle had its wall preserved in all cases. CONCLUSION: This experimental model can certainly reproduce nearly the reality, confirming good parameters of prothetics stentless evaluation in the aortic position. And the sheep declared itself to be pleasant, which helps us its control during the whole study.

INTRODUÇÃO: O tratamento das lesões valvares representa um grande desafio dentro da cirurgia cardiovascular, pois, até os dias atuais, não temos um substituto ideal para as valvas do coração. As próteses atualmente disponíveis apresentam vantagens e desvantagens; as mecânicas exigem anticoagulação definitiva e as biológicas apresentam baixa durabilidade. Para se chegar a um substituto ideal, são necessárias várias fases, desde a escolha e o preparo do material até o implante em animal de grande porte. Esta última é muito importante, pois a escolha do animal deve ser criteriosa. Ovinos juvenís são animais dóceis de fácil manipulação e suas características anatômicas e biológicas se assemelham muito ao que ocorre com o ser humano e as próteses stentless são substitutos mais próximos dos homoenxertos. MATERIAL E MÉTODO: Foram operados 30 ovinos juvenís com idade variando de 4,4 a 6,3 meses, peso de 25 a 37 kg, sendo 28 machos. Todos os animais foram submetidos a circulação extracorpórea para implante de bioprótese stentless montada em tubo de aorta porcina, com reimplante de artérias coronárias. A operação foi realizada com hipotermia moderada e cardioplegia gelada. O período de seguimento foi de 30 dias e, ao final, realizado ecocardiograma. RESULTADOS: Houve 8 (26,6%) óbitos no intra-operatório e 6 (27,7%) óbitos no seguimento. O tempo médio de CEC foi de 98 min. Foi realizado ecocardiograma em 16 animais e em nenhum caso foram vistos sinais de endocardite ou outras alterações; a fração média de ejeção foi de 74%. CONCLUSÃO: Este modelo experimental utilizando ovinos para o estudo de biopróteses stentless em posição aórtica mostrou-se bem reprodutível e a performance do enxerto bastante factível de ser avaliada, pois ovinos são animais dóceis e de fácil manipulação no seguimento tardio.
Palavra-chave Aortic valve
Blood vessel prosthesis, implantation
Bioprosthesis
Valva aórtica
Implante de prótese vascular
Biopróteses
Idioma Português
Data de publicação 2002-03-01
Publicado em Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular. Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, v. 17, n. 1, p. 90-98, 2002.
ISSN 0102-7638 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Extensão 90-98
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76382002000100013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-76382002000100013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1379

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-76382002000100013.pdf
Tamanho: 105.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta