Citocinas e anestesia

Citocinas e anestesia

Título alternativo Cytokines and anesthesia
Citocinas y anestesia
Autor Garcia, João Batista Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Issy, Adriana Machado Autor UNIFESP Google Scholar
Sakata, Rioko Kimiko Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade do Maranhão
Resumo BACKGROUND AND OBJECTIVES: Cytokines can be stimulated and released by surgical injury, trauma, infection, inflammation and cancer. High cytokine circulating levels may lead to complications and delay of postoperative recovery. This study review and summarizes available information on cytokines. CONTENTS: Cytokines are polypeptide molecules produced by a wide variety of cells, which seem not to play a role in homeostasis under normal conditions. These mediators are responsible for local or systemic responses and produce immune, metabolic, hemodynamic, endocrine and neural changes. They may activate beneficial biologic responses, such as antimicrobial function stimulation, wound healing, myelostimulation and substrate mobilization. However, abundant cytokine secretion is associated to deleterious effects, such as hypotension, organ failure and death. CONCLUSIONS: In closing this review, it is clear that cytokines have a fundamental role as metabolic, hormonal, immune and hematological response mediators; that there is a therapeutic potential for their expression block; and that anesthesia may interfere in their activation. However, several questions are still to be answered and further studies are needed to explain cytokine actions not only for experimental, but also for clinical purposes.

JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Varios trabajos han abordado las citocinas que pueden ser estimuladas y liberadas por lesión quirúrgica, trauma, infección, inflamación y cáncer. Niveles elevados circulantes de las citocinas parece que tienen implicaciones en el aparecimiento de complicações y retardo de la recuperación pós-operatoria de pacientes. El objetivo de la presente revisión es resumir las informaciones hoy disponibles sobre las citocinas. CONTENIDO: Las citocinas son moléculas polipeptídicas producidas por una gran variedad de células y parecen no tener función en la homeostasis, bajo condiciones normales. Esas mediadoras son responsables por respuestas locales o sistémicas, generando alteraciones inmunológicas, metabólicas, hemodinámicas, endócrinas y neurales. Pueden activar respuestas biológicas benéficas, como estimulación de la función antimicrobiana, cicatrización de heridas, mieloestimulación y movilización de substratos. Sin embargo, la secreción abundante de citocinas está asociada a efectos deletéreos como hipotensión arterial, falencia de órganos y muerte. CONCLUSIONES: Al concluir esta revisión, se hace evidente que las citocinas desempeñan un papel de fundamental importancia como mediadores de respuestas metabólicas, hormonales, inmunológicas y hematológicas, que hay potencial terapéutico con el bloqueo de su expresión y que la anestesia puede interferir de alguna forma en su activación. Sin embargo, muchas preguntas no están aún respondidas y deben ser realizados estudios en los próximos años buscando esclarecer las acciones de las citocinas no solo para la experimentación, mas también para la práctica clínica.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Vários trabalhos têm abordado as citocinas que podem ser estimuladas e liberadas por lesão cirúrgica, trauma, infecção, inflamação e câncer. Níveis elevados circulantes das citocinas parece ter implicações no aparecimento de complicações e retardo da recuperação pós-operatória de pacientes. O objetivo da presente revisão é resumir as informações hoje disponíveis sobre citocinas. CONTEÚDO: As citocinas são moléculas polipeptídicas produzidas por uma grande variedade de células e parecem não ter função na homeostase, sob condições normais. Esses mediadores são responsáveis por respostas locais ou sistêmicas, gerando alterações imunológicas, metabólicas, hemodinâmicas, endócrinas e neurais. Podem ativar respostas biológicas benéficas, como estimulação da função antimicrobiana, cicatrização de feridas, mieloestimulação e mobilização de substratos. No entanto, a secreção abundante de citocinas está associada a efeitos deletérios como hipotensão arterial, falência de órgãos e morte. CONCLUSÕES: Ao concluir esta revisão, fica evidente que as citocinas desempenham um papel de fundamental importância como mediadores de respostas metabólicas, hormonais, imunológicas e hematológicas, que há potencial terapêutico com o bloqueio de sua expressão e que a anestesia pode interferir de alguma forma na sua ativação. No entanto, muitas perguntas não estão ainda respondidas e estudos devem ser realizados nos próximos anos buscando esclarecer as ações das citocinas não só para a experimentação mas também para a prática clínica.
Palavra-chave CYTOKINES
CITOCINAS
Idioma Português
Data de publicação 2002-02-01
Publicado em Revista Brasileira de Anestesiologia. Sociedade Brasileira de Anestesiologia, v. 52, n. 1, p. 86-100, 2002.
ISSN 0034-7094 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Extensão 86-100
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942002000100011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-70942002000100011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1343

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-70942002000100011.pdf
Tamanho: 124.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta