Aplicação clínica do retalho fáscio-cutâneo da região posterior da coxa em V-Y

Aplicação clínica do retalho fáscio-cutâneo da região posterior da coxa em V-Y

Título alternativo Clinical application of the VY posterior thigh fasciocutaneous flap
Autor Calil, J. A. Autor UNIFESP Google Scholar
Ferreira, Lydia Masako Autor UNIFESP Google Scholar
Neto, M. S. Autor UNIFESP Google Scholar
Castilho, Helton Traber de Autor UNIFESP Google Scholar
Garcia, Elvio Bueno Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To analyze the clinical applicability of one-stage treatment of single or multiple sores using the V-Y posterior thigh fasciocutaneous flap. METHODS: Twenty patients were treated, having 25 ulcers in the gluteal and perineal regions, being 23 pressure ulcers, 1 perianal abscess and 1 perineal trauma. In all of the patients the repair was carried out with a fasciocutaneous flap from the posterior region of the thigh. The flap was made with a superior and lateral base, preserving the fasciocutaneous branches of the inferior gluteal arteries, first and second perforating, in the treatment of ischial ulcers. In the associations of the same with sacral ulcer, a fasciocutaneous extension from the gluteal region was added to the flap for a one and only surgical procedure. A superior and medial based flap was made, preserving the fasciocutaneous branch of the inferior gluteal artery in the treatment of the trochanteric ulcers. In the associations with sacral ulcer a fasciocutaneous extension from the gluteal region was added to the posterior thigh flap which permitted the closure of all ulcers in only one surgical procedure. In the associations of trochanteric and ischial ulcers a flap with a superior base was made, preserving the fasciocutaneous branch of the inferior gluteal artery. RESULTS: There was no necrosis of the flap. The immediate complications were 3 infections, 1 dehiscences and 1 hematoma. In a follow-up period of 6 months to 29 months, with one patient being lost to follow up, there were 6 recurrences 6/24 (25.0%) in 5 patients 5/19 (26.32%). CONCLUSION: We conclude that the posterior fasciocutaneous thigh flap, in V-Y, can be used with safety in the treatment of isolated or multiple ulcers in the gluteal and perineal regions.

OBJETIVO: Analisar a aplicabilidade do retalho fáscio-cutâneo em V-Y da região posterior da coxa na reparação de lesões isoladas ou múltiplas nas regiões glútea e perineal. MÉTODO: Foram submetidos a tratamento cirúrgico 20 pacientes, portadores de 25 úlceras nas regiões glútea e perineal, sendo 23 delas úlceras por pressão, um pós-abscesso perianal e um pós-trauma perineal. Em todos os pacientes a reparação foi realizada com o retalho fáscio-cutâneo da região posterior da coxa. O retalho foi confeccionado com base súpero-lateral, preservando-se os ramos fáscio-cutâneos das artérias glútea inferior, primeira e segunda perfurantes no tratamento de úlceras isquiáticas. Nas associações de úlcera isquiática com úlcera sacral, adicionou-se ao retalho uma extensão fáscio-cutânea da região glútea para tratamento cirúrgico em tempo único. Foi realizado retalho com base súpero-medial, preservando-se o ramo fáscio-cutâneo da artéria glútea inferior no tratamento das úlceras trocantéricas. Nas associações com úlcera sacral, acrescentou-se ao retalho posterior da coxa uma extensão fáscio-cutânea da região glútea, que permitiu o fechamento de todas as úlceras em um só tempo cirúrgico. Nas associações de úlceras trocantéricas e isquiáticas, realizou-se o retalho com base superior, preservando-se o ramo fáscio-cutâneo da artéria glútea inferior. RESULTADOS: Não houve necrose do retalho. As complicações imediatas foram três infecções, uma deiscência e um hematoma. Num período de seguimento de 6 meses a 29 meses, houve recidiva de seis úlceras (6/24 = 25,0%) em cinco pacientes (5/19 = 26,32%). Um paciente foi perdido neste seguimento. CONCLUSÃO: Conclui-se que o retalho fáscio-cutâneo posterior da coxa, em V-Y, pode ser utilizado com segurança no tratamento de lesões isoladas ou múltiplas das regiões glútea e perineal.
Palavra-chave Pressure ulcer
Surgical flap
Úlcera por pressão
Retalhos cirúrgicos
Região glútea
Idioma Português
Data de publicação 2001-12-01
Publicado em Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 47, n. 4, p. 311-319, 2001.
ISSN 0104-4230 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Médica Brasileira
Extensão 311-319
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302001000400033
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-42302001000400033 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1282

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-42302001000400033.pdf
Tamanho: 418.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta