Ganciclovir intravítreo para retinite por citomegalovírus em pacientes com AIDS

Ganciclovir intravítreo para retinite por citomegalovírus em pacientes com AIDS

Título alternativo Intravitreal ganciclovir for cytomegalovirus retinitis in patients with AIDS
Autor Haidar, Áisa Autor UNIFESP Google Scholar
Muccioli, Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Guia, Tércio Autor UNIFESP Google Scholar
Belfort, Rubens Junior Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: To study high intravitreal dosage of ganciclovir (2000 or 4000 micrograms) in acquired immunodeficiency syndrome (AIDS) and cytomegalovirus retinitis. Methods: Prospective study for high dose intravitreal ganciclovir (2000 or 4000 micrograms) between 1996 and 1998 at the Federal University of São Paulo - Paulista Medical School in patients with diagnosis of AIDS, herpetic cytomegalovirus and intolerance to intravenous or oral treatment. Results: Of 1950 patients examined, 21 (1.07%) were intolerant to systemic treatment (ganciclovir or foscarnet). Of those, 21 with 37.1 years average age, corresponding to 31 eyes were treated with intravitreous medication. Seventeen patients (81%) were male. Of the 21 patients, 11 (14 eyes) received 2000 µg intravitreous medication and 10 (17 eyes) received 4000 µg. In the beginning of the treatment 100% of the patients showed low vision. At the end of the treatment (22 weeks on average), group I (intravitreous medication 2000 µg) showed increase of visual acuity (VA) in 35.7%, the same VA in 50% and decrease of VA in 14.3% due to retinal detachment. In the group II (intravitreous medication 4000 µg) 58.8% had increased VA, 23.5% had the same VA and 17.6% had decrease of VA due to cataract and retinal detachment. Conclusions: Intravitreous injection of a high dose (2000 or 4000 micrograms/0,1 ml) of ganciclovir for the treatment of a CMV retinitis is satisfactory. The adverse effects are cataract and retinal detachment. The retinal detachment could not be conclusively attributed to the injections and was probably a secondary complication of cytomegalovirus retinitis.

Objetivo: Avaliar a eficácia de alta dosagem de ganciclovir (2000 ou 4000 µg) em pacientes com a síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) para tratamento da retinite por citomegalovírus. Métodos: Estudo prospectivo para tratamento de retinite por citomegalovírus com injeção intravítrea de ganciclovir (2000 ou 4000 µg) em pacientes com diagnóstico de AIDS e que apresentavam intolerância ao tratamento com ganciclovir endovenoso. Este estudo foi realizado no Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) - Escola Paulista de Medicina, no período de 1996 a 1998. Resultados: Dos 1950 pacientes examinados, 21 pacientes com diagnóstico de retinite por citomegalovírus e intolerância ao tratamento endovenoso foram tratados com injeções intravítreas de ganciclovir. A média de idade foi 37,1 anos e 31 olhos dos 21 pacientes receberam tratamento local. O comprometimento ocular era unilateral em 11 pacientes e bilateral em 10. Dezessete pacientes eram do sexo masculino. Dos 21 pacientes tratados, 11 pacientes (14 olhos) receberam injeção intravítrea na dosagem de 2000 µg e 10 pacientes, 17 olhos, receberam injeções intravítreas na dosagem de 4000 µg. No grupo 1 (injeção intravítrea de 2000 µg) foi observado melhora da acuidade visual em 35,7% dos olhos, estabilidade da acuidade visual em 50% e piora em 14,3%, sendo todos atribuídos a descolamento de retina. No grupo 2 (injeção intravítrea de 4000 µg) observamos melhora do quadro em 58,8%, estabilidade do quadro em 23,5% e piora do quadro em 17,6% devido à catarata e descolamento de retina. Conclusão: Altas dosagens de ganciclovir intravítreo são eficazes para tratar a retinite por citomegalovírus. Os efeitos colaterais mais freqüentemente observados foram catarata e descolamento de retina e parecem não estar relacionados ao tratamento local.
Palavra-chave Acquired immunodeficiency syndrome
Cytomegalovirus retinitis
Ganciclovir
Injections
Vitreous body
Prospective studies
Síndrome de imunodeficiência adquirida
Retinite por citomegalovírus
Gangiclovir
Injeções
Corpo vítreo
Estudos prospectivos
Idioma Português
Data de publicação 2001-11-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 64, n. 6, p. 513-517, 2001.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 513-517
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492001000600004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492001000600004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1271

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492001000600004.pdf
Tamanho: 153.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta