Revisão da hiperglicemia pós-prandial e a hipoglicemia no controle do diabetes mellitus: o papel da insulina lispro e suas pré-misturas nos picos e vales

Revisão da hiperglicemia pós-prandial e a hipoglicemia no controle do diabetes mellitus: o papel da insulina lispro e suas pré-misturas nos picos e vales

Autor Milech, Adolpho Google Scholar
Chacra, Antonio Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Kayath, Marcia J Google Scholar
Instituição Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Medicina Disciplina de Diabetes e Nutrologia
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Laboratório Eli Lilly do Brasil
Resumo Correction of post-prandial hyperglycemia is increasingly becoming important to patients with diabetes type 1 (DM1) and type 2 (DM2) in order to reduce their risk of morbidity and mortality. Epidemiological studies have indicated that there is a strong relationship between the degree of glycemic control, determined by HbA1c levels, and the frequency of cardiovascular events and mortality. Acute hyperglycemia has been implicated as a contributed factor for increasing the incidence of myocardial infarction, cardiac mortality and in the genesis of the microangiopathic complications. Intensive treatment, usually involving multiple insulin injections, and tight glucose control have been suggested by trials as DCCT, Kumamoto and UKPDS as the ideal treatment in patients with DM in order to prevent chronic diabetic complications. However, intensive treatment may lead to an increased incidence of hypoglycemic episodes, including severe hypoglycemia, which can be a limiting factor for achievement of optimal metabolic control. Ideal agents to treat DM should improve the postprandial and global glycemic control with no increased or less risk of hypoglycemia. We revise the clinical profile of a rapid-acting human insulin analogue, insulin lispro, and of a new long-acting analog insulin lispro NPL and fixed mixtures of insulin lispro and NPL (insulin lispro Mix25 and insulin lispro Mix50). Lispro mixtures, like insulin lispro itself, reduce the postprandial glucose rise compared to human insulin NPH or mixtures of similar ratios with equivalent doses of the insulin. Additionally insulin lispro, lispro Mix25 and Mix50 decrease the risk of hypoglycemia associated with human insulin preparations, particularly nocturnal episodes. Insulin lispro Mix25 may be a good therapy for DM1 or DM2 who are currently taking a similar ratio of short- to intermediate-acting insulin, using NPH alone, or experiencing inadequate control on oral antidiabetic agents.

A correção da hiperglicemia pós-prandial está ganhando importância cada vez maior em pacientes com diabetes tipo 1 (DM1) e tipo 2 (DM2) na redução do risco de morbidade e mortalidade. Estudos epidemiológicos têm indicado que há uma relação forte entre o grau de controle glicêmico, determinado pelos níveis de HbA1c, e a freqüência de eventos cardiovasculares e mortalidade. Neste contexto, a hiperglicemia aguda tem sido implicada como um fator contribuinte para maior incidência de infarto do miocárdio, mortalidade cardíaca e na gênese de complicações microangiopáticas. Tratamento intensivo, geralmente envolvendo múltiplas injeções, e controle glicêmico estrito foram sugeridos pelos estudos DCCT, Kumamoto e UKPDS como o tratamento ideal em pacientes com DM para prevenir as complicações crônicas. Entretanto, o tratamento intensivo pode levar a uma maior incidência de episódios hipoglicêmicos, incluindo hipoglicemia severa, que pode ser um fator limitante para o atingimento de um bom controle metabólico. Agentes ideais para tratar o DM devem melhorar o controle glicêmico pós-prandial e global sem aumentar ou reduzindo o risco de hipoglicemia. Revisamos o perfil clínico de um análogo ultra-rápido da insulina humana, insulina lispro, e um novo análogo de longa duração insulina lispro NPL e as pré-misturas de insulina lispro e NPL (insulina lispro Mix25 e insulina lispro Mix50). As pré-misturas de lispro, assim com a insulina lispro, reduzem o incremento da glicemia pós-prandial comparado à insulina humana NPH ou pré-misturas de insulina humana em doses equivalentes. Adicionalmente, a insulina lispro, lispro Mix25 e lispro Mix50 reduzem o risco de hipoglicemia associado às preparações das insulinas humanas, principalmente os episódios noturnos. Insulina lispro Mix25 pode ser um bom tratamento para pacientes com DM1 ou DM2, que estejam atualmente em uso de uma pré-mistura de insulina humana de razão insulina ação curta/intermediária semelhante, de NPH isoladamente, ou com controle inadequado com agentes anti-diabéticos orais.
Palavra-chave Diabetes type 1
Diabetes type 2
Postprandial hyperglycemia
Hypoglycemia
Insulin lispro
Insulin lispro mixture
Insulin NPL
Diabetes tipo 1
Diabetes tipo 2
Hiperglicemia pós-prandial
Hipoglicemia
Insulina lispro
Mistura de insulina lispro
Insulina NPL
Idioma Português
Data de publicação 2001-10-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 45, n. 5, p. 423-432, 2001.
ISSN 0004-2730 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Extensão 423-432
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302001000500004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27302001000500004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1261

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27302001000500004.pdf
Tamanho: 359.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta