Applicability of the CERAD neuropsychological battery to Brazilian elderly

Applicability of the CERAD neuropsychological battery to Brazilian elderly

Título alternativo Aplicabilidade da bateria neuropsicológica CERAD em idosos brasileiros
Autor Bertolucci, Paulo Henrique Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Okamoto, Ivan Hideyo Autor UNIFESP Google Scholar
Brucki, Sonia Maria Dozzi Autor UNIFESP Google Scholar
Siviero, Marilena Occhini Autor UNIFESP Google Scholar
Toniolo Neto, João Autor UNIFESP Google Scholar
Ramos, Luiz Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo There is a limited choice of psychometric tests for Portuguese speaking people which have been evaluated in well defined groups. A Portuguese version of CERAD neuropsychological battery was applied to a control group of healthy elderly (CG) (mean age 75.1 years/ education 7.9 years), 31 Alzheimer disease (AD) patients classified by clinical dementia rating (CDR) as CDR1 (71.4/ 9.0) and 12 AD patients CDR 2 (74.1/ 9.3). Cut-off points were: verbal fluency-11; modified Boston naming-12; Mini-mental State Examination (MMSE) -26; word list memory-13; constructional praxis-9; word recall-3, word recognition-7; praxis recall-4. There was a significant difference between CG and AD-CDR1 (p<0.0001) for all tests. There was a less significant difference for constructional praxis and no difference for Boston naming. Comparison between AD-CDR1 and AD-CDR2 showed difference only for MMSE, verbal fluency, and Boston naming. The performance of CG was similar to that of a US control sample with comparable education level. These results indicate that this adaptation may be useful for the diagnosis of mild dementia but further studies are needed to define cut-offs for illiterates/low education people.

Existem poucos instrumentos psicométricos em português aplicados em grupos bem definidos. Uma versão em português da bateria neuropsicológica CERAD foi aplicada a um grupo controle de 85 idosos saudáveis (GC) (média de idade 75,1/ média de educação 7,9), 31 indivíduos com doença de Alzheimer (DA) classificados pela Classificação Clínica para Demência (CDR) como CDR1 (71,4/ 9,0) e 12 indivíduos com DA CDR2 (74,1/ 9,3). Os pontos de corte foram: fluência verbal -- 11; teste de nomeação de Boston --12; MEEM -- 26; memória da lista de palavras -- 13; praxia construtiva -- 9; evocação de palavras -- 3; reconhecimento de palavras -- 7; evocação da praxia -- 4. Houve uma diferença significativa (p<0,0001) para todos os testes, exceto o de nomeação de Boston (p<0,368). A comparação entre AD-CDR1 e AD-CDR2 mostrou diferença apenas para o MEEM, fluência verbal e teste de nomeação de Boston. O desempenho do GC foi semelhante ao de uma população controle americana pareada para nível educacional. Estes resultados indicam que esta adaptação pode ser útil para o diagnóstico de demência inicial, mas estudos mais detalhados devem ser realizados para determinar os pontos de corte para pessoas analfabetas ou com baixa escolaridade.
Palavra-chave CERAD
neuropsychology
Alzheimer disease
CERAD
avaliação neuropsicológica
doença de Alzheimer
Idioma Inglês
Data de publicação 2001-09-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 59, n. 3A, p. 532-536, 2001.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 532-536
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2001000400009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2001000400009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1227

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2001000400009.pdf
Tamanho: 59.40KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta