Aplicação da ressonância magnética de corpo inteiro para o estadiamento e acompanhamento dos pacientes com linfoma de Hodgkin na faixa etária infanto-juvenil

Aplicação da ressonância magnética de corpo inteiro para o estadiamento e acompanhamento dos pacientes com linfoma de Hodgkin na faixa etária infanto-juvenil

Título alternativo Whole body magnetic resonance imaging for staging and monitoring patients with Hodgkin's lymphoma in childhood: evaluation with different MRI sequences
Autor Nava, Daniel Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lederman, Henrique Manoel Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Comparar o desempenho das sequências T1, T2, STIR e DWIBS na identificação de sítios caracterizados como acometidos pelo linfoma de Hodgkin nas cadeias linfonodais, órgãos parenquimatosos e medula óssea e avaliar a concordância entre os examinadores na análise das diferentes sequências obtidas. Métodos: Foram estudados 12 pacientes com diagnóstico confirmado de linfoma de Hodgkin. Os pacientes foram encaminhados para o exame de ressonância magnética de corpo inteiro, sendo realizadas as sequências ponderadas em T1, T2, STIR e DWIBS. A análise e interpretação das imagens foram feitas em estações de trabalho por dois examinadores independentes, com experiência em RM e radiologia pediátrica. Resultados: Quando realizada a comparação entre os examinadores, nota-se que há alta concordância entre as quatro sequências, porém a que apresentou melhores resultados foi a STIR, com concordância perfeita entre os examinadores (Kappa=1), exceto para a pelve, que apresentou altíssimo grau de concordância (Kappa=0,816). Na avaliação do acometimento de órgãos parenquimatosos e medula óssea pelo linfoma, as quatro sequências apresentaram resultados semelhantes. Quando avaliado o acometimento de linfonodos, as sequências T1 e T2 apresentaram desempenho semelhante, porém inferior às sequências STIR e DWIBS. Conclusões: As sequências STIR e DWIBS detectaram um maior número de linfonodos caracterizados como acometidos. Todas as sequências apresentaram resultados semelhantes na avaliação dos órgãos parenquimatosos e medula óssea. Em todas as sequências analisadas houve alta concordância entre os examinadores, sendo que os melhores resultados foram obtidos na sequência STIR.
Palavra-chave Espectroscopia de ressonância magnética
Difusão
Corpo humano
Linfoma
Idioma Português
Data de publicação 2010
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2010. 73 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 73 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/11719

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta