Correlação e correspondência topográfica entre espessura da camada de fibras nervosas da retina e campo visual no glaucoma primário de ângulo aberto

Correlação e correspondência topográfica entre espessura da camada de fibras nervosas da retina e campo visual no glaucoma primário de ângulo aberto

Título alternativo Correlation and topographic match between nerve fiber layer thickness and visual field in primary open angle glaucoma
Autor Almeida, Paula Boturão de Autor UNIFESP Google Scholar
Almeida, Geraldo Vicente de Google Scholar
Cohen, Ralph Google Scholar
Prata Junior, João Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Mello, Paulo Augusto de Arruda Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Santa Casa de São Paulo Faculdade Ciências Médicas Departamento de Oftalmologia
Resumo Purpose: To determine the relationship between nerve fiber layer thickness detected by scanning laser polarimetry (GDx) and visual field function measured by automated conventional white-on-white perimetry. Methods: 82 eyes of 48 open angle glaucoma patients were studied. The following correlations were inves-tigated: 1- Correlation between mean sensitivity of 4 quadrants plus the fixation point, in dBs, and the mean of the nerve fiber layer thickness of the correspondent retina, in micra. 2- Correlation between mean sensitivity of 4 quadrants plus the fixation point, in dBs, and the mean of the nerve fiber layer thickness of the correspondent retina, in micra, in the patients classified according to the amount of visual field loss. 3- Correlation between the global indices of visual field and the numeric indices of GDx. 4- Correlation between the mean of total deviation of visual field and the deviation from normal of GDx. 5- Topographic match between visual field and retinal nerve fiber layer thickness changes. Statistical analysis was performed using the Spearmann coeficient correlation test. Results: We observed a very poor correlation regarding: 1- total GDx and VF total; superior GDx and nasal inferior VF; inferior GDx and nasal superior VF; nasal GDx and temporal VF; superior GDx and inferior VF; inferior GDx and superior VF. 2- inferior GDx and nasal superior VF (severe eyes). 3- Normal eyes: PSD and EM; CPSD and SI. Mild glaucoma eyes: SF and SN. Severe glaucoma eyes: MD and SN; MD and EM; MD and S; CPSD and EM. 4- DN t and TD t; DN s and TD ni; DN i and TD ns. 5- A positive topographic match in 51.43%. Conclusion: There is no good correlation between the two examinations.

Objetivo: Verificar a correlação e a correspondência topográfica entre a espessura da camada de fibras nervosas da retina, medidas pelo polarímetro de varredura a laser GDxTM Scanning Laser System® e o campo visual, medido pelo perímetro automatizado Humphrey® (white-white) em portadores de glaucoma primário de ângulo aberto. Métodos: Foram investigadas as seguintes correlações: 1- Correlação entre a média da sensibilidade dos quadrantes e do ponto de fixação do campo visual, em decibéis, e a média da espessura da camada de fibras nervosas da retina correspondente, em micra, sem classificação dos olhos dos pacientes quanto ao estadio do comprometimento perimétrico. 2- A mesma correlação anterior, porém, com os olhos dos pacientes distribuídos em classes quanto à alteração perimétrica. 3- Correlação entre os índices globais do campo visual e os índices numéricos do analisador de espessura da camada de fibras nervosas da retina. 4- Correlação entre a média dos valores do gráfico total deviation do campo visual e o desvio da normalidade da camada de fibras nervosas da região correspondente. 5- Investigou-se a freqüência de correspondência topográfica entre os defeitos perimétricos e as alterações da camada de fibras nervosas da retina. Utilizou-se o coeficiente de correlação de Spearman, sendo o nível de rejeição para a hipótese de nulidade fixado num valor menor ou igual a 0,05 (5%). Resultados: Observou-se as seguintes correlações estatisticamentes significantes, mas de forma muito pouco intensa: 1- GDX total e Campo visual total; GDX superior e Campo visual nasal inferior; GDX inferior e Campo visual nasal superior; GDX nasal e Campo visual temporal; GDX superior e Campo visual inferior; GDX inferior e Campo visual superior. 2- GDX inferior e Campo visual nasal (medial) superior dos pacientes classificados como graves. 3- Nos olhos classificados como normais: PSD e EM; CPSD e SI.Nos olhos classificados como discretos: SF e SN. Nos olhos classificados como moderados: SF e SI. Nos olhos classificados como graves: MD e SN; MD e EM; MD e S; CPSD e EM. 4- DN t e TD t; DN s e TD ni; DN i e TD ns. 5- Encontramos correspondência positiva (+) em 36 olhos (51,43% dos casos) e correspondência negativa (-) em 34 olhos (48,57% dos casos). Conclusões: Concluiu-se que houve poucas correlações significantes entre esses dois exames, e que as existentes foram muito fracas. Conclui-se, também, que houve correspondência topográfica, na análise dos setores mais comprometidos, em 51,43% dos casos.
Assunto Glaucoma
Nerve fibers
Topography
Retina
Visual fields
Glaucoma
Fibras nervosas
Topografia
Retina
Campos visuais
Idioma Português
Data 2001-04-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 64, n. 2, p. 109-115, 2001.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Editor Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 109-115
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492001000200004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492001000200004 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1131

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-27492001000200004.pdf
Tamanho: 1.806Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)