Média das medidas palpebrais em descendentes de orientais

Média das medidas palpebrais em descendentes de orientais

Título alternativo Mean eyelid measure in orientals
Autor Pamplona, André Luis Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Osaki, Midori H. Autor UNIFESP Google Scholar
Miyazato, Patrícia Y. Google Scholar
Sant'anna, Ana Estela B.p. Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de Mogi das Cruzes
Resumo Purpose: To determine average anatomical measurements in oriental offspring (both parents Japanese) aiming to help oculoplastic surgeons to deal with these patients. Methods: The palpebral crease height, eyebrow height and visible pretarsal skin were measured in 56 oriental offs-pring, totalizing 112 lids. 16 (28.5%) patients were male and 40 (71.5%) female. The mean age was 25.2 years. There were no statistically significant differences between right and left lids of both genders. Results: The average measure of the eyebrow height was 13.6 mm (2.5 SD) in males and 14.5mm (2.2 SD) in females. (T= 1.7) (P= 0.083), not statistically significant. The average of visible pretarsal skin in males was 1.2 (1.2 SD) and 1.7 (1.6 SD) in female. (T= 1.84) (P= 0.070), not statistically significant. The average palpebral crease height was 3.9 mm (2.5 SD) in males and 4.9 mm (2.9 SD) in females. (T= 1.95) (P= 0.060), not statistically significant. Conclusions: Due to equivalence of means between both lids and between both genders, the average measure- ments may be used as good anatomical marks in surgical procedures in Oriental lids.

Objetivo: Determinar medidas anatômicas médias em descendentes de orientais (ambos os pais orientais da raça nipônica), a fim de determinar parâmetros a serem utilizados em cirurgias palpebrais nestes pacientes. Métodos: Foram aferidas as medidas da altura da prega palpebral, altura do supercílio e medida da pele pré-tarsal visível de 56 descendentes de orientais, num total de 112 pálpebras avaliadas. 16 (28,5%) indivíduos eram do sexo masculino e 40 (71,5%) do sexo feminino. A idade média foi 25,2 anos. Resultados: Não houve diferença estatisticamente significativa entre pálpebras direita e esquerda em ambos os sexos. A medida média da altura do supercílio foi de 13,6 mm (2,5 DP) no sexo masculino e 14,5 mm (2,2 DP) no sexo feminino (T= 1,77) (P= 0,083), diferença não-significativa estatisticamente. A altura média da pele pré-tarsal no sexo masculino foi 1,2 mm (1,2 DP) e no sexo feminino foi de 1,7 mm (1,6 DP); (T= 1,84) (P= 0,070), não-significativa estatisticamente. A altura média do sulco palpebral foi 3,9 mm (2,5 DP) no sexo masculino e 4,9 mm (2,9 DP) no sexo feminino (T= 1,95) (P= 0,060), não-significativa estatisticamente. Conclusões: Devido à equivalência estatística dos dados entre as pálpebras e entre ambos os sexos, as medidas médias obtidas podem servir como bom parâmetro anatômico em procedimentos cirúrgicos palpebrais em descendentes de orientais.
Palavra-chave Oriental eyelid
Eyelid fold
Pálpebras orientais
Prega palpebral
Idioma Português
Data de publicação 2000-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 63, n. 6, p. 469-473, 2000.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 469-473
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492000000600008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492000000600008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1070

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492000000600008.pdf
Tamanho: 176.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta