Papel da bradicinina na fibrinogênese hepática

Papel da bradicinina na fibrinogênese hepática

Título alternativo Role of kinin receptor in liver fibrogenesis
Autor Silva, Karina Maxeniuc Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Nagaoka, Márcia Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Gastroenterologia - São Paulo
Resumo As ações biológicas e os efeitos farmacológicos da bradicinina (BK) são mediados por dois receptores, um constitutivo (B2R) e outro induzido (B1R). No fígado, nós verificamos que a resposta hipertensiva portal à BK é mediada por receptores B2, mas não por receptores B1, tanto em ratos normais quanto naqueles submetidos a diferentes agentes de agressão hepática. Nesta última situação verificamos que há aumento da expressão de B1R com a progressão para a cirrose. O objetivo deste trabalho é verificar se o B1R está envolvido no processo de fibrogênese. Para tanto 3 modelos experimentais de fibrose foram utilizados em camundongos knockout de B1R (KOB1R) e selvagens: a) com injeções intraperitoniais (ip) de CCl4 (6 semanas); b) injeções ip de soro de porco (10 semanas) e c) ligadura do ducto biliar (BDL). Após uma semana da última injeção, os fígados foram exanguinados, retirados, pesados e processados. A fibrose foi avaliada por análise histológica (coloração com Picrus-Sirius), e quantificada pelo programa AxionVision 4.5 da Carl Zeiss. Avaliação da fibrogênese foi estudada pela expressão de “heat shock protein”-47 (HSP 47) analisada por Western Blotting. A indução da fibrose com CCl4 foi obtida com sucesso nos camundongos selvagens e KOB1R, com o tradicional padrão de formação de septos hexagonais. O modelo BDL apresentou fibrose com padrão característico de colestase em ambos animais. Pela análise morfométrica, a quantidade de colágeno (% da área total) nos animais KOB1R-CCl4 (1,9 ± 0,3, n=5) é significativamente maior (ANOVA, p = 0,006) que nos animais selvagensCCl4 (1,0 ± 0,2, n=7), bem como quando comparado com o respectivo controle (KOB1R–óleo) (0,4 ± 0,3%, n=3). Por outro lado, a quantidade de colágeno nos animais KOB1R-BDL (3,1 ± 1,4, n=5) é significativamente menor que nos selvagens (16,1 ± 3,1, n=6). A expressão de HSP 47 está significativamente (t-test, p = 0,04) aumentada nos animais KOB1R (10,6 ± 1,6 x 106 UA), comparada aos animais selvagens (6,1 ± 1,3 x 106 UA), ambos tratados com CCl4, confirmando o pior padrão de fibrose observado também na quantificação morfométrica. No modelo de BDL, houve também maior expressão de HSP 47 nos animais KOB1R que nos animais selvagens Em conclusão, nossos resultados demonstram a participação do sistema calicreína-cinina na fibrogênese hepática e sugere que a ativação do B1R protege o fígado da fibrose hepática no modelo de CCl4, mas não no modelo BDL. Estes dados são importantes considerando o potencial terapêutico com o uso de agonistas no tratamento e/ou prevenção da fibrose.

The biological and pharmacological effects of bradykinin (BK) are mediated by a constitutive B2 and induced B1R. In the liver, we verified that the portal hypertensive response to BK is mediated by B2R, but not by B1R, in normal rats and those submitted to different kind of hepatic injury. In the latter, we also verified an increased expression of B1R in relation to the progression of the cirrhosis. The aim of this work is to analyze the role of BK in the fibrogenesis in wild and knockout of B1R (KOB1R) mice. Three models of fibrosis were used: a) intraperitoneal (ip) injection of of CCl4 (6 weeks); b) ip injection of porcine serum (10 weeks) and c) bile duct ligation (BDL). After one week of injection, the liver were exsanguinated, removed, weighted and processed. Fibrosis was evaluated by histological analysis (Picrus-Sirius staining) and quantified by AxionVision 4.5 software (Carl Zeiss). Fibrogenesis was evaluated by heat shock protein-47 (HSP 47) expression by Western Blotting. Porcine serum did not induce fibrosis in all animals. CCl4 induced fibrosis in wild and KOB1R in the traditional pattern with hexagonal septa. BDL resulted in fibrosis with the characteristic pattern of colestasis. By morphometric analysis, hepatic collagen (% of total area) of KOB1R-CCl4 (1,9 ± 0,3, n=5) was significantly higher (ANOVA, p = 0,006) than in wild-CCl4 (1,0 ± 0,2, n=7). On the other hand, hepatic collagen in KOB1R-BDL (3,1 ± 1,4, n=5) is lower than in wild mice (16,1 ± 3,1, n=6). The liver HSP 47 expression in CCl4 model is significantly (t-test, p = 0,04) higher in KOB1R (10,6 ± 1,6 x 106 UA), compared to wild mice (6,1 ± 1,3 x 106 UA). Interestingly, hepatic HSP 47 expression in KOB1R was also higher than in wild mice. In conclusion, our results suggested that bradykinin participates in the fibrogenesis, and probably activation of B1R protects liver from hepatic fibrosis in the CCl4 model, but not in BDL model. This data is important considering the potential therapeutic with the use of agonist in the threatment and/or prevention of liver fibrosis.
Palavra-chave Cininas
Fígado
Fibrose
Camundongos Knockout
Receptor B1 de cininas
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Número do financiamento FAPESP: 02/05260-6
FAPESP: 06/58533-0
FAPESP: 08/55928-0
Data de publicação 2009
Publicado em SILVA, Karina Maxeniuc. Papel da bradicinina na fibrinogênese hepática. 2009. 82 p. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2009
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 82 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10630

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-10630.pdf
Tamanho: 15.69MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta