Breastfeeding training for health professionals and resultant changes in breastfeeding duration

Breastfeeding training for health professionals and resultant changes in breastfeeding duration

Autor Taddei, Jose Augusto de Aguiar Carrazedo Autor UNIFESP Google Scholar
Westphal, Marcia Faria Autor UNIFESP Google Scholar
Venancio, Sonia Google Scholar
Bogus, Cláudia Google Scholar
Souza, Sonia Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de Santo Amaro Maternal and Child Health Graduate Program
State of São Paulo State Health Secretariat Health Institute
Resumo CONTEXT: Promotion of breastfeeding in Brazilian maternity hospitals. OBJECTIVE: To quantify changes in the breastfeeding duration among mothers served by hospitals exposed to the Wellstart-SLC course, comparing them with changes among mothers attended by institutions not exposed to this course. DESIGN: Randomized Institutional Trial. SETTING: The effects of training on breastfeeding duration was assessed in eight Brazilian hospitals assigned at random to either an exposed group (staff attending the Wellstart-SLC course) or a control group. SAMPLE: For each of the eight study hospitals, two cohorts of about 50 children were visited at home at one and six months after birth. The first cohort (n = 494) was composed of babies born in the month prior to exposure to the Wellstart-SLC course, and the second cohort (n = 476) was composed of babies born six months subsequent to this exposure. MAIN MEASUREMENTS: Kaplan-Meier curves were plotted to describe the weaning process and log-rank tests were used to assess statistical differences among survival curves. Hazard ratio (HR) estimates were calculated by fitting Cox proportional hazard regression models to the data. RESULTS: The increases in estimated, adjusted rates for children born in hospitals with trained personnel were 29% (HR = 0.71) and 20% (HR = 0.80) for exclusive and full breastfeeding, respectively. No changes were identified for total breastfeeding. CONCLUSION: This randomized trial supports a growing body of evidence that training hospital health professionals in breastfeeding promotion and protection results in an increase in breastfeeding duration.

CONTEXTO: Promoção do aleitamento materno em maternidades brasileiras. OBJETIVO: Quantificar mudanças na duração do aleitamento materno de mães assistidas em maternidades expostas ao curso Wellstart-SLC, comparando-as com mudanças em mães assistidas por maternidades não expostas. TIPO DE ESTUDO: Ensaio institucional randomizado. LOCAL: Os efeitos do treinamento na duração do aleitamento materno foi avaliado em oito maternidades randomicamente alocadas ao grupo exposto (equipe freqüenta o curso Wellstart-SLC) ou controle. AMOSTRA: Em cada uma das oito maternidades, duas coortes de cerca de 50 crianças foram visitadas em suas casas ao completarem um e seis meses de vida. As primeiras coortes (n = 494) foram compostas de bebês nascidos no mês anterior ao treinamento, enquanto que as segundas coortes (n = 476) foram compostas por bebês nascidos seis meses após a exposição ao curso Weelstart-SLC. VARIÁVEIS ESTUDADAS: Para descrever o processo de desmame foram traçadas curvas de Kaplan-Meier. Para avaliar as diferenças estatísticas entre as curvas de sobrevivência foi utilizado o teste log-rank. Foram calculadas estimativas das razões de risco(HR) ajustando modelos de regressão de riscos proporcionais de Cox aos dados. RESULTADOS: O aumento estimado, a partir das razões ajustadas para crianças nascidas em hospitais com pessoal treinado, foi 29% (HR = 0,71) e 20% (HR = 0,80) para aleitamento exclusivo e pleno respectivamente. Não foram identificadas mudanças para o tempo de aleitamento total. CONCLUSÕES: Esse ensaio randomizado confirma evidências crescentes de que treinar profissionais de saúde em hospitais, na promoção e proteção do aleitamento materno, resulta em aumento do tempo de aleitamento materno.
Palavra-chave Breastfeeding
Developing countries
Hospital practices
Medical education
Aleitamento
Países em desenvolvimento
Práticas hospitalares
Educação médica
Idioma Inglês
Data de publicação 2000-11-09
Publicado em São Paulo Medical Journal. Associação Paulista de Medicina - APM, v. 118, n. 6, p. 185-191, 2000.
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 185-191
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802000000600007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-31802000000600007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1051

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-31802000000600007.pdf
Tamanho: 255.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta