Ultra-som com frequências de repetição de pulso de 16 e 100 Hz na viabilidade e na angiogênese do retalho cutâneo randômico, em ratos Wistar

Ultra-som com frequências de repetição de pulso de 16 e 100 Hz na viabilidade e na angiogênese do retalho cutâneo randômico, em ratos Wistar

Título alternativo Ultrasound with pulse repetition frequencies of 16 and 100 Hz on angiogenesis and viability of random-pattern skin flaps in Wistar rats
Autor Tacani, Pascale Mutti Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ferreira, Lydia Masako Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Cirurgia translacional - São Paulo
Resumo Introdução: Os retalhos cutâneos têm fundamental importância na Cirurgia Plástica e uma das complicações de difícil solução é a necrose, levando ao crescimento de pesquisas com agentes farmacológicos e físicos na tentativa de melhorar as respostas vasculares desses retalhos. Objetivo: Avaliar o ultra-som com frequências de repetição de pulso de 16 e 100 Hz na viabilidade e na angiogênese do retalho cutâneo randômico, em ratos. Métodos: Em 60 ratos Wistar EPM-1 foi elevado retalho cutâneo dorsal de base cranial (10 x 4 cm) e foram distribuídos aleatoriamente em quatro grupos, a saber: Controle – apenas retalho cutâneo, Simulado – simulação da aplicação ultrasônica com o equipamento desligado, Grupo 16 Hz – ultra-som 3 MHz, pulsado a 20%, 0,2 W/cm2 (SATA) e Frequência de Repetição de Pulso (FRP) de 16 Hz, e Grupo 100 Hz – ultra-som com os mesmos parâmetros e FRP de 100 Hz, tratados por 3 dias consecutivos. A porcentagem de necrose foi avaliada no 7° dia e quatro amostras de pele foram coletadas de cada retalho para determinar a densidade vascular. Resultados: A porcentagem de necrose foi de 42,18±13,5% GC, 18,58±13,1% GS, 13,47±10,6% G16Hz e 15,42±7,6% G100Hz com diferença significante entre o controle e os demais grupos (p < 0,001). A densidade vascular foi de 5,56±5,81% Controle, 6,72±5,9% Simulado, 22,11±10,96% G16Hz e 25,18±13,32% G100Hz com diferença significante entre os grupos tratados em relação ao controle e simulado (p<0,001). Não foram observadas diferenças significantes entre os grupos tratados. Conclusão: Ambas as frequências de repetição de pulso (16 e 100 Hz) do ultra-som aumentaram a angiogênese e, tanto o ultra-som como a sua simulação, aumentaram a viabilidade do retalho cutâneo randômico, em ratos Wistar.

Introduction: Skin flaps play a key role in Plastic Surgery and one of the complications with more difficult solution is necrosis, leading to a surge of researches with both physical and pharmacologic agents, in an attempt to improve the vascular response of these flaps. Objective: Evaluating ultrasound in the viability and angiogenesis of the random skin flaps, in rats. Methods: In 60 Wistar EPM-1 rats dorsal skin flaps (10 x 4 cm) of the cranial base were lifted and they were randomly assigned to four groups, as follows: Control – only skin flaps, Simulated – simulation of ultrasound application with the device turned off, Group 16 Hz – 3 MHz ultrasound, pulsed at 20%, 0.2 W/cm2 (SATA) and Pulse Repetition Rate (PRR) of 16 Hz, and Group 100 Hz – ultrasound with the same parameters and a 100 Hz PRR applied for 3 consecutive days. The percentage of necrosis was assessed at the 7th day and four samples of skin were collected from each flap to determine the vascular density. Results: The percentage of necrosis was 42.18±13.5% GC, 18.58±13.1% GS, 13.47±10.6% 16 Hz and 15.42±7.6% 100 Hz with significant difference between the control and the other groups (p < 0.001). The vascular density was 5,56±5,81% Control, 6,72±5,9% Simulated, 22,11±10,96% 16 Hz, and 25,18±13,32% 100 Hz with significant difference among the treated groups compared with control and simulated groups (p<0.001). Significant differences were not seen within the treated groups. Conclusion: The ultrasound increased angiogenesis, and both ultrasound and its simulation increased the random skin flap viability in rats
Palavra-chave Terapia por Ultrassom
Retalhos Cirúrgicos
Necrose
Ratos
Neovascularização Fisiológica
Isquemia
Modalidades de Fisioterapia
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2009
Publicado em TACANI, Pascale Mutti. Ultra-som com frequências de repetição de pulso de 16 e 100 Hz na viabilidade e na angiogênese do retalho cutâneo randômico, em ratos Wistar. 2009. 115 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 115 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10385

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-10385.pdf
Tamanho: 14.77MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta