Vitamina C no Estresse Oxidativo induzido pelo H2O2 em Fibroblastos Humanos Cultivados

Vitamina C no Estresse Oxidativo induzido pelo H2O2 em Fibroblastos Humanos Cultivados

Título alternativo Vitamin C in oxidative stress induced by H2O2 in cultured human fibroblasts
Autor Manuel, Jorge Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Gragnani, Alfredo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Introduction: ROS are produced during normal cell metabolism, and have physiological functions such as cell signaling. However, in a situation that leads the body to an overproduction of ROS, we have the so called oxidative stress, which has deleterious effects on cells and may lead to apoptosis or cell senescence. Vitamin C is one of the major antioxidants in the body, acting in all forms of oxidative stress. Objective: The objective of the present study was to investigate the effects of vitamin C in cultured human dermal fibroblasts subjected to oxidative stress induced by hydrogen peroxide. Methods: The method consisted in the isolation and cultivation of human dermal fibroblasts into six groups: control, vitamin C (+), Vitamin C (-), H2O2, Vitamin C (+) H2O2, Vitamin C (-) H2O2. Fibroblasts were submitted to oxidative stress by the addition of H2O2 to the culture medium for 2 hours. The following points were evaluated: cell proliferation by MTT, cell senescence by marking the enzyme beta-galactosidase, cell apoptosis and the release of free radicals by flow cytometry. Results: The results demonstrated that hydrogen peroxide significantly increased senescence and apoptosis in fibroblasts, and that vitamin C only decreased induced cell senescence significantly when intracellular. Conclusion: We concluded that vitamin C did not protect cultured human dermal fibroblasts against oxidative stress induced by H2O2 and that intracellular vitamin C led to a decrease in the induction of cell senescence.

Introdução: EROs são produzidas durante o metabolismo normal das células, tendo funções fisiológicas importantes como a sinalização celular. Porém, em uma situação que leve o organismo a uma produção exagerada de EROs, temos o chamado estresse oxidativo, que tem ação deletéria às células, podendo levar à apoptose ou à senescência celular . A vitamina C é um dos principais agentes antioxidantes do organismo, atuando em todas as formas de estresse oxidativo. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo verificar o efeito da vitamina C em cultura de fibroblastos humanos dérmicos submetida ao estresse oxidativo pelo peróxido de hidrogênio. Método: O método constitui-se no isolamento e cultivo de fibroblastos humanos dérmico em seis grupos: controle, Vitamina C+, Vitamina C -, H2O2, Vitamina C + H2O2, Vitamina C - H2O2. Os fibroblastos foram submetidos ao estresse oxidativo pela suplementação de H2O2 ao meio de cultura por 2 horas. Foram avaliados a proliferação pelo MTT, a senescência celular pela marcação da enzima beta-galoctosidase, a apoptose celular e a liberação de EROs pela citometria de fluxo. Resultados: Os resultados demonstraram que o peróxido de hidrogênio aumentou significantemente a senescência celular e a apoptose nos fibroblastos. A vitamina C diminuiu significantemente a indução da senescência celular somente no estado intracelular. Conclusão: Concluiu-se que a vitamina C não protegeu os fibroblastos humanos dérmicos cultivados contra o estresse oxidativo induzido pelo H2O2 e que a Vitamina C intracelular levou a uma diminuição da indução da senescência celular.
Palavra-chave Apoptose
Estresse oxidativo
Fibroblastos
In vitro
Oxidative stress
Peróxido de hidrogênio
Fibroblasts
Ácido ascórbico
Ascorbic acid
Apoptosis
Hydrogen peroxide
In vitro
Idioma Português
Data de publicação 2010-04-28
Publicado em MANUEL, Jorge. Vitamina C no Estresse Oxidativo induzido pelo H2O2 em Fibroblastos Humanos Cultivados. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 93 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10171

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-160.pdf
Tamanho: 792.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta