Valências fisiológicas anaeróbias de futebolistas em diferentes níveis competitivos

Valências fisiológicas anaeróbias de futebolistas em diferentes níveis competitivos

Autor Cunha, Leandro Alves da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Piçarro, Ivan da Cruz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo Os objetivos do presente estudo foram de determinar e comparar as respostas de variáveis fisiológicas anaeróbias láticas e aláticas em futebolistas de diferentes categorias. Foram voluntários deste estudo 21 jogadores profissionais de futebol de campo que atuaram na segunda divisão do campeonato paulista do ano de 2006, com idade de 22,08 ± 8,28 anos; peso corporal de 76,12 ± 9,8 Kg; estatura de 179,04 ± 7,02 cm e 12,21 ± 3,67 % de gordura corporal; e 16 jogadores da categoria infanto-juvenil (Ginf) com idade de 14,9 ± 0,6 anos; peso corporal de 57,8 ± 6,2 Kg; estatura de 172,1 ± 7,1cm e 13,0 ± 2,5 % de gordura corporal. Os profissionais foram subdivididos em dois grupos como se segue; grupo de atacantes e zagueiros, (Ga-z n = 9), e grupo de laterais e meio campistas, (Gl-mc n = 12). Os atletas foram avaliados antropometricamente, e submetidos a duas avaliações separadas entre si por um período de três dias, composta por testes de saltos verticais (“Ergo Jump”, Lasa Informática), “squat jump” (SJ) e “countermovement jump” (CMJ), e teste de “Wingate” (TW) em cicloergômetro (BIOTEC 2100, CEFISE) para a determinação da potência pico (PP), potência média (PM) e índice de fadiga (IF). A comparação entre os resultados foi realizada pelo “Teste t de Student” e pela “ANOVA”, e as correlações foram determinadas pelo coeficiente de correlação de “Pearson e Spearman”, sendo adotado o nível de significância de p 0,05. Os resultados obtidos no CMJ foram significantemente maiores (p 0,02) que os resultados obtidos no SJ para Ga-z, Gl-mc e Ginf. Não foram encontradas diferenças significantes (p 0,05) entre Ga-z e Gl-mc para o SJ e CMJ. Para o SJ determinaram-se diferenças significantes (p 0,01) entre Gl-mc e Ginf e para o CMJ entre Ga-z e Ginf (p 0,05), e entre Gl-mc e Ginf (p 0,01). No TW tanto a PP como a PM apresentaram diferenças significantes (p 0,05) entre os profissionais (Ga-z, Gl-mc) e Ginf. Foram determinadas correlações significantes (p 0,05): para Ga-z entre CMJ e PP (r = 0,71); para Gl-mc entre SJ e PP (r = 0,74), entre CMJ e PP (r = 0,71), e para Ginf entre SJ e PP (r = 0,54), entre SJ e PM (r = 0,63). Apesar das limitações, concluímos que os dois protocolos utilizados em nosso experimento para a identificação de componentes relacionados à potência anaeróbia, “Wingate Test” e o teste pliométrico “Jump Test” apresentaram correlação entre os resultados indicando serem bons preditores do desempenho anaeróbio. Em nosso estudo o teste de “Wingate” demonstrou sensibilidade para determinar diferenças na PP e PM entre os jogadores profissionais e os infanto-juvenis. Entretanto, não foi possível identificar diferenças entre os jogadores profissionais Ga-z e Gl-mc.

The objectives of this work were to assess and compare the responses of physiological variables in anaerobic lactic and no lactic in footballers of different categories. There were 21 volunteers footballers from this study who acted in the second division of Sao Paulo state championship in 2006, they are 22.08 years old ± 8.28 years; bodyweight of 76.12 ± 9.8 kg; stature of 179.04 ± 7.02 cm and 12.21 ± 3.67% of body fat, and 16 players of the infant-juvenile category (Ginf) who are 14.9 ± 0.6 years; weight body of 57.8 ± 6.2 kg, height of 172.1 ± 7.1 cm and 13.0 ± 2.5% of body fat. The professionals were divided into two groups as follows; a group of attackers and backs (Ga-z = 9) and the group of lateral and middle field, (Gl-mc n = 12). The athletes were evaluated anthropometrically and submitted to two separate evaluations among themselves for a period of three days, composed of vertical jump tests ( "Ergo Jump", Lasa Technology), "squat jump” (SJ) and “countermovement jump"(CMJ ), and test of "Wingate" (TW) in cycle (BIOTEC 2100, CEFISE) for determining the peak power (PP), average power (PM) index and fatigue (IF). The comparison between the results was conducted by the “Test T of Student” and the "ANOVA ", and the correlations were determined by the correlation coefficient," Pearson and Spearman ", and were adopted the significance level of p ≤ 0.05. The results in CMJ were significantly higher (p ≤ 0.02) than the results achieved in SJ for Ga-z, Gl-mc and Ginf. There were no significant differences (p ≤ 0.05) between Ga-z and G1- mc for SJ and the CMJ. For SJ led it had significant differences (p ≤ 0.01) between G1-mc and Ginf and the CMJ between Ga-z and Ginf (p ≤ 0.05), and between Gl-mc and Ginf (p ≤ 0.01). In TW both the PP and the PM showed significant differences (p ≤ 0.05) among professionals (Ga-z, Gl-mc) and Ginf. There were some significant (p ≤ 0.05) among professionals (Ga-z, Gl-mc) and Ginf. It was determined significant correlations (p ≤ 0.05: to Ga-z between CMJ and PP (r = 0.71); for Gl-mc between SJ and PP (r = 0.74) between CMJ and PP (r = 0.71), and for Ginf between SJ and PP (r = 0.54) between SJ and PM (r = 0.63). Despite the limitations, we concluded that the two protocols used in our experiment for the identification of components related to anaerobic power, "Wingate Test" and the test called "Jump Test" shows correlation between the results indicating that both they are good predictors of anaerobic performance. In our study the test of "Winaget" demonstrated sensitivity to determine the differences between the PP and PM in the professional players and the children and young people. Meanwhile, it was not possible to identify differences between the professional players Ga-z and Gl-mc.
Palavra-chave Futebolista Infanto-juvenil
Futebolista Profissional
Pliometria
Teste de “Wingate”
Variáveis Anaeróbias
Salto vertical
Vertical jump
Test "Wingate"
Anaerobic variables
Pliometric footballer
Professional and infant-juvenile
Idioma Português
Data de publicação 2008-09-24
Publicado em CUNHA, Leandro Alves da. Valências fisiológicas anaeróbias de futebolistas em diferentes níveis competitivos. 2008. 61 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Fisiologia do Exercício) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 61 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10162

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-10973.pdf
Tamanho: 395.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta