Uso de drogas Psicoativas entre Estudantes Adolescentes Trabalhadores e não Trabalhadores da Rede Estadual de Ensino de Cuiabá, Mato Grosso

Uso de drogas Psicoativas entre Estudantes Adolescentes Trabalhadores e não Trabalhadores da Rede Estadual de Ensino de Cuiabá, Mato Grosso

Título alternativo Psychoactive drug use among working and non-working adolescent students from the state school network in Cuiabá, Western Brazil
Autor Souza, Delma Perpétua Oliveira de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Silveira, Dartiu Xavier da Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: to analyze the prevalence and factors associated with lifetime use of psychoactive drugs among working and non-working adolescent students. Methods: we carried out an analytical cross-sectional study using a clustered sample stratified by type of education. We administered an anonymous, self-administered questionnaire in classroom. Our sample included 2,718 adolescents (993 workers and 1,725 non-workers) enrolled in 1998 in the state school network of Cuiabá, Center-Western Brazil. We considered as lifetime use the consumption of any psychoactive drug at least once in life. We used bivariate and multivariate analysis, including logistic regression and a decision tree based on the CHAID algorithm (Chi-squared automatic interaction Detection). Results: We found 22.7% prevalence of lifetime drug use, excluding alcohol and tobacco. This prevalence was greater among workers (28.5%) than among non-workers (19.3%). Prevalence for individual drugs was 81.0% and 65,8% for alcohol, 43.7% and 26,8% for tobacco, 14.6% and 11,7% for solvents, 8.6% and 4,4% for marijuana, 6.9% and 3,6% for amphetamines, 6.4% and 3,3% for anxiolitics, and 3.2% and 1.4% for cocaine. Absenteeism was a risk factor for drug use among both groups. Other risk factors included poor relationship between parents among workers (OR = 1.53; 95%;CI:1.10-2.12) and poor relationship with father among non-workers (OR = 1.56; 95%;CI:1.14-2.14). Conclusion: Differences and similarities between working and non-working students must be considered when implementing educational strategies aimed at modifying drug use related behavior.

Objetivo: Analisar a prevalência e os fatores associados ao uso, na vida, de drogas psicoativas entre estudantes adolescentes trabalhadores e não trabalhadores. Métodos: Trata-se de um estudo analítico de corte transversal realizado por amostragem de conglomerados e estratificada por tipo de ensino. Aplicou-se, em sala de aula, um questionário anônimo de auto-preenchimento. A amostra foi constituída de 2718 estudantes adolescentes, sendo 993 trabalhadores e 1725 não trabalhadores matriculados, em 1998, na rede estadual de ensino de Cuiabá, Estado de Mato Grosso, Brasil. Considerou-se, para efeito da pesquisa, o uso de alguma droga psicoativa pelo menos uma vez na vida. Utilizaram-se as análises bivariada e multivariada, incluindo regressão logística e árvore de decisão através do algoritmo CHAID (Chi-squared automatic interaction Detection). Resultados: Verificaram-se prevalências de 22,7% para o uso de drogas na vida, exceto o álcool e tabaco, na amostra, sendo maior entre os estudantes trabalhadores (28,5%) comparativamente aos não-trabalhadores (19,3%), como também para o uso do álcool (81,0% e 65,8%), tabaco (43,7% e 26,8%), solventes (14,6% e 11,7%), maconha (8,6% e 4,4%), anfetaminas (6,9% e 3,6%), ansiolíticos (6,4% e 3,3%) e cocaína (3,2% e 1,4%). Faltas às aulas constituiu fator de chances para o uso de drogas entre ambos os grupos de adolescentes. Entre os trabalhadores apareceu a relação insatisfatória entre os pais (RO = 1,53, IC 95%:1,10-2,12) e, entre os não trabalhadores, a qualidade da relação com o pai (RO = 1,56, IC 95%:1,14-2,14). Conclusão: As diferenças e semelhanças observadas entre os adolescentes trabalhadores e não trabalhadores devem ser consideradas na implementação de ações educativas, visando a mudanças de comportamento relacionadas ao uso de drogas.
Palavra-chave Trabalho
Estudantes
Drogas psicoativas
Saúde mental
Epidemiologia
Saúde pública
Work
Adolescent
Psychoactive drugs
Epidemiology
Mental health
Transtornos relacionados ao uso de substâncias
Substance-related disorders
Adolescente
Students
Public health
Idioma Português
Data de publicação 2006-03-29
Publicado em SOUZA, Delma Perpétua Oliveira de. Uso de drogas Psicoativas entre Estudantes Adolescentes Trabalhadores e não Trabalhadores da Rede Estadual de Ensino de Cuiabá, Mato Grosso. 2006. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 99 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10155

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-0080a.pdf
Tamanho: 123.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-0080b.pdf
Tamanho: 869.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta