Treinamento auditivo formal em adultos com deficiência auditiva

Treinamento auditivo formal em adultos com deficiência auditiva

Título alternativo Formal auditory training in hearing impaired adults
Autor Gil, Daniela Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Iorio, Maria Cecilia Martinelli Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: To verify the effects of a formal auditory training program in adult hearing aid users with mild to moderate sensorineural hearing loss using behavioral auditory processing tests, a self-report benefit scale and long latency auditory evoked potential – P300. Method: Fourteen intra-aural hearing aid users were divided into two groups: seven with auditory training and seven without auditory training. Subjects from experimental group have undergone a formal auditory training program with hearing aids, organized in eight sessions of 45 minutes each, twice a week, aiming at improving auditory closure, figure-to-ground for verbal and nonverbal sounds and temporal processing (frequency and duration of sounds) skills. The program itself and the activities within the session were proposed in progressive complexity in order to challenge the auditory system. Auditory training efficiency was verified by evaluating all subjects in two different occasions: pre and post-training in the Experimental Group and in the initial and final evaluations in the Control Group, including electrophysiologic and behavioral auditory processing evaluations and the application of the self-report benefit scale APHAB. Results: Neither amplitude and latency of P300 nor the behavioral central auditory tests used revealed significant differences for the right or left ears. In the post-training evaluation Experimental Group presented statistically significant reduction in P3 latency, improved performance in all behavioral auditory processing tests and higher benefit in noisy situations as demonstrated in the self-report benefit scale APHAB than the Control Group. Conclusions: We could conclude that formal auditory training in adult hearing aid users lead to reduction in P3 latency; improvements in memory for verbal and nonverbal sounds in sequence, auditory closure, figure-to-ground for verbal sounds and higher benefit in reverberant and noisy environments

Objetivo: Verificar os efeitos de um programa de treinamento auditivo formal em indivíduos adultos portadores de deficiência auditiva neurossensorial de grau leve a moderado, usuários de próteses auditivas intra-aurais, utilizando testes comportamentais para avaliar a função auditiva central, um questionário de autoavaliação e a captação do potencial de longa latência P300. Método: Foram selecionados 14 adultos deficientes auditivos usuários de próteses auditivas intraaurais em adaptação binaural, divididos em dois grupos: sete com e sete sem treinamento auditivo. Os indivíduos do grupo experimental foram submetidos a um programa de treinamento auditivo formal em cabina acústica com próteses auditivas, organizado em oito sessões de 45 minutos cada, visando o treinamento das habilidades auditivas de fechamento auditivo, figura-fundo para sons verbais e não verbais e ordenação temporal dos sons (aspectos de freqüência e duração). As sessões e as atividades dentro de cada sessão foram organizadas em ordem crescente de complexidade de modo a desafiar o sistema auditivo. Para verificar a eficácia do treinamento auditivo, todos os pacientes foram submetidos à avaliação comportamental e eletrofisiológica do processamento auditivo e foram solicitados a responder o questionário de auto-avaliação APHAB em duas oportunidades: antes e após o treinamento auditivo no grupo experimental e na avaliação inicial e final no grupo controle. Resultados: A análise dos resultados não revelou diferenças significantes entre os canais auditivos tanto nas medidas de latência e amplitude do P300 como nos testes comportamentais do processamento auditivo. Na avaliação final verificamos que o grupo experimental apresentou menor latência do componente P3, melhor desempenho em todos os testes comportamentais do processamento auditivo e maior benefício nas situações de ruído avaliado pelo questionário APHAB do que o grupo controle. Conclusões: A análise crítica dos resultados nos permitiu concluir que o treinamento auditivo formal em adultos usuários de próteses auditivas possibilita: a redução na latência do componente P3; a adequação das habilidades auditivas de memória para sons verbais e não verbais em seqüência, fechamento auditivo e figurafundo para sons verbais; maior benefício com o uso das próteses auditivas em ambientes ruidosos e reverberantes.
Assunto Potenciais evocados auditivos
Reabilitação
Plasticidade neuronal
Avaliação de resultados
Treinamento
Perda auditiva
Evoked Potentials, Auditory
Rehabilitation
Neuronal Plasticity
Training
Hearing Loss
Outcome Assessment
Idioma Português
Data 2006-01-31
Publicado em GIL, Daniela. Treinamento auditivo formal em adultos com deficiência auditiva. 2006. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2006.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 185 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10142

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Publico-0065.pdf
Tamanho: 659.0Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)